Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Lorena Baldotto

Sexo & Saúde

Imagem do colunista Lorena Baldotto

Lorena Baldotto

É normal sentir dor durante a relação sexual?

17/10/2021 16:24:43 min. de leitura

Olá, minhas queridas leitoras! Você já se queixou ou já ouviu alguma mulher se queixando de dor durante a relação sexual? E o que você acha disso? Normal? Faz parte? Vamos falar sobre esse assunto hoje, e de antemão já vou logo avisando: sexo não combina com dor! Sexo é prazer! Repita esse mantra comigo sempre que ousar pensar diferente! Se tem dor, tem algo de errado que precisa ser investigado.

E essa máxima, gente, vale para todas, inclusive para aquelas que estão iniciando a vida sexual. Não importa se faz um mês ou um ano que você tem relação, se é o mesmo parceiro ou se mudou de parceiro, se tem um ou mais de um parceiro sexual, o que vale é que não tem que doer!

Se você sente dor, se você sente desconforto, não tem prazer, não tem orgasmo, não tem desejo, ou faz por “obrigação”, tenho que te alertar que não é normal, pode até ser comum, mas normal não é.

Ao contrário do que dizem “Ah, é comum não ser tão bom para a mulher, é assim mesmo”, se você acredita nessa crença limitante, por favor, se desfaça dela nesse mesmo instante!

São esses pensamentos que sabotam o seu prazer e de muitas outras mulheres. Olha, mulher tem sim que sentir prazer, desejo e tesão! Isso é bom demais e todas nós merecemos sentir isso.

Ter sexo com desejo e com satisfação traz inúmeros benefícios para a saúde, para a pele, desperta os hormônios do prazer, e ainda te faz mais feliz. Quer coisa melhor do que isso?! 

Não se contente com uma vida sexual mediana. Temos que buscar o melhor em todas as esferas da nossa vida, e essa é uma importante etapa dela, certo?

Posso ajudar você a se libertar de todos os tabus que a impedem  de ter uma vida sexual plena, com muito prazer e até com orgasmos múltiplos. 

Dá uma passada no meu Instagram @dra.lorenabaldotto e clica no link da bio. Qualquer dúvida estou à disposição para te responder e te ajudar nessa caminhada. 

E meninas, não se esqueçam do apelo deste mês, o Outubro Rosa! Façam o autoexame e fiquem atentas a qualquer sinal diferente que o seu corpo estiver emitindo. Prevenir salva vidas!