Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Papo de Família

Papo de Família

Colunista

Cláudio Miranda

Elogio demasiado é ruim para o seu filho

| 11/06/2022, 11:46 11:46 h | Atualizado em 11/06/2022, 11:47

O elogio é uma ótima estratégia de educação dos filhos, porque ele indica à criança ou jovem que está indo no caminho certo.

Um elogio bem colocado estimula a se manter num determinado comportamento considerado bom e saudável. Contudo, pais que elogiam demasiadamente e sem necessidade tenderão torná-los dependentes desses aplausos, aprovações e premiações sem merecimento. 

O elogio excessivo fragiliza e enfraquece emocionalmente os filhos, lembre-se disso.

Muitos pais, no desejo de não deixar o filho sofrer uma perda, começam a hipervalorizar tudo que eles fazem. 

Tem sido muito comum crianças e adolescentes apresentarem um quadro grave de baixa tolerância à frustração. Eles sofrem demasiadamente quando não conseguem algo ou quando algo foge ao seu controle. 

Isso é ruim para o seu desenvolvimento porque perder faz parte do crescimento de qualquer pessoa. Muitas vezes elas entram em sofrimento psíquico por não conseguirem a admiração e o sucesso que gostariam. 

Podem se tornar agressivas, ansiosas e deprimidas, podendo então buscar compensação em compras excessivas, nas drogas ou em procedimentos estéticos. Eles simplesmente não aceitam ser imperfeitos ou errar.   

Por outro lado, essas crianças e adolescentes assim se tornam pessoas chatas de se relacionar por serem muito mimados e egóicos. Às vezes acabam ficando sozinhos e sem amigos. 

Filhos narcisistas podem ter pais narcisistas também. Esses pais podem apresentar um tipo de carência afetiva e emocional que precisam que os filhos brilhem ao máximo para compensar seus fracassos e perdas na infância. 

Há alguns comportamentos que sugiro aos pais que podem ajudar a lidar melhor com os filhos. São eles:

1- Elogie o filho sem exagero e sem colocá-lo em um pedestal. Não o elogie por tarefas e situações corriqueiras e normais.

2- Se você tem mais de um filho elogie um sem elogiar o outro. Isso o ajudará a se descentrar e perceber que haverá momentos em que o outro brilhará mais que ele e estará tudo bem.

3- Mostre ao seu filho as situações em que ele errou e fale sobre isso de forma natural, por mais desagradável que tenha sido, os desafios fazem parte. Ao fazer isso você estará fortalecendo o seu filho, mostrando-o que ser imperfeito não é uma desonra ou vergonha.

4- Estimule o seu filho a pensar coletivamente e não somente em si. O respeito e a solidariedade são virtudes que precisam ser valorizadas desde pequeno já no ambiente da casa.

5- Crie nos seus filhos o hábito de realizar pequenas tarefas domésticas como varrer a casa, lavar vasilhas, etc. Isso dará a ele uma perspectiva de valorização de pequenos trabalhos que geram harmonia no ambiente da casa.

6- Desenvolva em família o hábito de conversar, assistir um filme juntos, fazer uma comida gostosa, jogar um jogo, sair para um passeio ou um lanche fora de casa. 

Esses e outros hábitos que você já faça são pequenas atitudes que agregam um valor especial na sua relação e educação dos seus filhos. Muito do comportamento dos filhos vêm da atitude dos pais, sejam elas positivas ou negativas.

O desafio dos pais é estimular e elogiar o filho da medida certa, sem demasia ou falta.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

MATÉRIAS RELACIONADAS