Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista

Painel da Folha de São Paulo

Imagem do colunista

Nem ao céu, nem à terra

11/01/2022 10:55:05 min. de leitura

Em contatos com lideranças evangélicas, o ex-ministro Sergio Moro (Podemos) deverá buscar demarcar diferenças com Jair Bolsonaro (PL) como um “conservador moderado e democrático”, segundo Uziel Santana, responsável por coordenar essa área na pré-campanha do ex-juiz da Lava a Jato.

Isso inclui a abordagem de temas da chamada pauta moral, que despertam interesse especial do segmento. Um exemplo são as questões de gênero, em que Moro buscará um meio termo.

Currículo 

“Moro vai combater a sexualização precoce das crianças nas escolas, mas não pretende proibir discussões sobre o tema no contexto acadêmico”, diz Santana, fundador e ex-presidente da Anajure (Associação Nacional dos Juristas Evangélicos).

Não mexe 

No caso do aborto, a ideia é defender a manutenção da legislação atual. Já a defesa do ensino domiciliar, outra bandeira de evangélicos, é um tema encarado de forma lateral pelo ex-juiz.

Ecumênico 

Moro deve intensificar o contato com evangélicos ainda este mês. Mesmo lideranças associadas a Bolsonaro, como Silas Malafaia, serão procuradas. “Malafaia é polêmico, mas a igreja dele é séria”, diz Santana.

Chuchu azedo 

A possibilidade de Geraldo Alckmin ser indicado para vice de Luiz Inácio Lula da Silva aumentou a pressão de petistas contrários à aliança. Um abaixo-assinado online no site da Avaaz tinha 547 adesões até a tarde de ontem.

Indigesto 

Entre os signatários, estão ex-presidentes do PT, como Rui Falcão e José Genoino, além de dirigentes de correntes “de esquerda” da legenda. O texto diz que o ex-tucano “tem uma longa trajetória de combate às posições nacionais, democráticas, populares e desenvolvimentistas”.

Xerox 

Lula fará reunião hoje com representantes do governo da Espanha para debater a reforma trabalhista do país europeu, que está revendo a flexibilização promovida em 2012. A mudança é vista como modelo para o PT.

Los amigos 

O encontro virtual contará com as participações de José Luis Escrivá, ministro de Seguridade e Migrações, e Adriana Lastra, vice-secretária geral do PSOE, partido do presidente do governo da Espanha, Pedro Sánchez. Também estarão presentes representantes da Fundação Perseu Abramo, ligada ao PT.

Senha 

O tom do discurso de Fábio Faria (Comunicações) no evento “Governe Conference”, organizado pela Igreja Lagoinha em Orlando (EUA) no final de semana, foi lido como sinal de que o governo vai passar a atacar o PT para aumentar a rejeição de Lula.

Fantasmas 

Faria, visto como moderado entre governistas, adotou o repertório bolsonarista. Ao falar de petistas, citou pessoas morrendo de fome “se o comunismo voltar”, mencionou a Venezuela e a liberação do aborto na Argentina.

Reprise 

Mirando o PT, dizem assessores da Presidência, será possível reavivar a rejeição ao partido e atrelá-la ao ex-presidente Lula. O forte sentimento antipetista foi um dos principais motores da vitória de Jair Bolsonaro, em 2018.

Pra cima deles 

O vídeo em que o ex-ministro Abraham Weintraub (Educação) anuncia sua volta ao Brasil, divulgado por ele ontem, foi visto por lideranças bolsonaristas em São Paulo com preocupação. Seria prova de que Weintraub pretende radicalizar na tentativa de ser candidato ao governo do estado.

Melhores momentos 

Weintraub lembrou no vídeo ataques ao STF, inclusive o da reunião ministerial de abril de 2020, quando chamou os membros da Corte de “vagabundos”. O ex-ministro tenta se viabilizar como candidato da base conservadora, embora o Presidente já tenha manifestado preferência por Tarcísio Freitas (Infraestrutura).

No ar 

O Ministério da Justiça autorizou a saída do País de quatro agentes federais que vão trazer o segundo dos dois aviões Embraer 175 comprados para a Polícia Federal.

Decolar 

 Na entrega da primeira aeronave, foi realizada cerimônia que contou com a presença dos ministros Anderson Torres (Justiça) e Ciro Nogueira (Casa Civil), do advogado-geral da União, Bruno Bianco, e de parlamentares.

Tiroteio

“Ao participar de evento com protegido de Bolsonaro, Fábio Faria confirma que o governo virou sindicato do crime.” Do deputado Ivan Valente (Psol-SP), sobre a presença do ministro em evento nos EUA com o bolsonarista Allan dos Santos, foragido da Justiça.

Este conteúdo é exclusivo para assinantes. Assine para acessar: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login