Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Painel

Painel

Colunista

DNA da fuga

| 21/01/2020, 08:23 08:23 h | Atualizado em 21/01/2020, 08:57

O governo de São Paulo afirmou ter identificado apenas um fugitivo que teve passagem por uma prisão do estado, entre os 75 que fugiram de Pedro Juan Caballero, no Paraguai. O secretário de Administração Penitenciária paulista, Nivaldo Restivo, diz acreditar que o episódio não irá criar rebeliões no sistema paulista. Além disso, afirma que apesar de os presos terem saído de uma ala ligada ao Primeiro Comando da Capital (PCC) é preciso ter cautela ao dizer que todos fazem parte da facção.

Cara crachá I
David Timóteo, que fugiu do Paraguai, ficou quatro meses no Centro de Detenção Provisória de Diadema por tráfico de drogas, em 2012, de acordo com informações do governo paulista. Além disso, tem ocorrência de desacato à autoridade.

Cara crachá II
Segundo Restivo, não há sinais de que o fugitivo seja do PCC. “Se for, os crimes que ele cometeu nos fazem crer que não tem posição de relevância na organização criminosa”, diz. Na avaliação do secretário, muitos detentos se intitulam membros do PCC porque é “algo que confere prestígio ao criminoso”.

Causa e consequência
Ex-diretores do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) avaliam que há risco de efeito cascata e, por isso, é necessário reforçar a segurança nos presídios.

Quem?
Em Mato Grosso do Sul, um fugitivo foi capturado em Ponta Porã e as autoridades locais já identificaram que o nome que ele havia dado no Paraguai, ao ser preso, é falso. Por isso, ainda não foi possível saber se há ligação com o PCC.

Pelo mundo
FHC e sua filha Beatriz se encontraram com dois governadores que despontam para as eleições de 2022 como potenciais lideranças da centro-esquerda: Flávio Dino (PC do B-MA) e Eduardo Leite (PSDB-RS). Falaram de Bolsonaro, do resultado das eleições na Argentina e no Uruguai, e sobre Trump.

Fala...
O ex-presidente Lula está usando aparelhos auditivos nos dois ouvidos, há duas semanas. Alguns dias depois de deixar a prisão, em novembro do ano passado, o petista foi ao médico e passou por exames que mostraram uma perda auditiva.

...Que eu te escuto
O equipamento é quase imperceptível, segundo relatos de pessoas que o encontraram nos últimos dias. Lula disse a elas que está ouvindo muito melhor.

Como está, fica
O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, afirmou ontem, que o presidente Jair Bolsonaro decidiu, por enquanto, não recriar o ministério da Cultura. “Por mim, alteraria o status do ministério, para ser chamado de ministério do Turismo e da Cultura”, disse ele à coluna Painel.

Expectativas
“Achei excelente [a escolha do nome de Regina Duarte]. Acredito que ela vá contemplar a classe artística, descontente com [Roberto] Alvim”, completou. Alvim foi exonerado após parafrasear um discurso de Joseph Goebbels, ministro de Hitler.

Cadê o prefeito?
Alexandre Kalil (PSD) foi alvo de protesto de moradores de Belo Horizonte afetados pelas fortes chuvas que atingiram a capital mineira no fim de semana. Na manifestação, ocorrida na zona oeste da cidade, o prefeito de BH foi criticado por não visitar áreas afetadas.

Em família
De férias na Argentina, Kalil voltou à cidade no sábado. “Passei o domingo na minha casa com o meu filho Felipe, minha nora Luiza, minha neta Catarina, na Rua Curitiba, 2.427, 9º andar”, respondeu o prefeito ao Painel. Nesta segunda, disse que nenhuma obra daria conta do que chamou de “chuva de mil anos”.

Saldão
A expectativa da Prefeitura de São Paulo é formalizar a cessão do terreno do edifício Wilton Paes de Almeida, que desabou em 2018, na próxima semana. O governo federal deu até fevereiro para ser informada do projeto e do dinheiro para a obra. A ordem em Brasília é recuperar terrenos cedidos que ficaram parados e vendê-los.

Marcha soldado
A secretaria de patrimônio da União, vinculada à Economia e que cuida dos imóveis federais, tem nada menos do que 11 coronéis da reserva em atuação, além do secretário Fernando Bispo, egresso do Instituto Militar de Engenharia (IME).

Tiroteio

É bom que o Inep tenha garantido que ninguém foi prejudicado. A conferir se não haverá mais questionamentos. Lamentável”

De Maria Inês Fini, ex-presidente do Inep, sobre os erros verificados nas notas do Enem, constatados após reclamação de estudantes

MATÉRIAS RELACIONADAS