Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Painel

Painel

Colunista

Folha de São Paulo

Com lupa

| 26/10/2020, 07:36 07:36 h | Atualizado em 26/10/2020, 07:38

A Polícia Federal abriu um inquérito para apurar movimentações financeiras de Frederick Wassef, ex-advogado de Jair e Flávio Bolsonaro. A investigação tem como base documento de inteligência do Coaf produzido em julho deste ano, que mostrou pagamentos de R$ 9 milhões da JBS para Wassef. O relatório reúne informações bancárias envolvendo o advogado, seu escritório e uma empresa à qual é vinculado. Algumas das operações foram consideradas suspeitas pelo Coaf.

Calcanhar
O relatório do Coaf, revelado pela revista Crusoé, foi produzido um mês depois de Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio, ser preso em um imóvel de Wassef, em Atibaia (SP). Após o episódio, o advogado anunciou ter deixado a defesa do filho do Presidente.

Passo a passo
O inquérito foi aberto após o Ministério Público enviar à Polícia Federal a documentação do Coaf, com o objetivo de que os indícios existentes fossem apurados.

Nova cara
Um grupo criado pelo Ministério da Justiça aprovou por unanimidade o que devem ser as novas diretrizes do trabalho de inteligência na área de segurança pública. Os documentos foram enviados à pasta e agora vão passar pela consultoria jurídica interna e pela aprovação do ministro.

No papel
O estudo teve início após à crise instalada pelo vazamento do relatório sobre movimentos que se identificam como antifascistas. A nova regulamentação vai ser publicada por meio de dois decretos de Bolsonaro, um instituindo uma política nacional de inteligência e outro com uma estratégia nacional. O ministério vai publicar uma portaria sobre o tema.

Made in china
A população brasileira está menos propensa a receber uma vacina contra o coronavírus que tenha como origem a China ou seja fruto de uma parceria com laboratórios do país asiático, ou a Rússia, segundo pesquisa do Centro de Pesquisa em Comunicação Política e Saúde Pública, da Unb (Universidade de Brasília).

Apoiadores
A rejeição a um tipo de imunização produzida na China aumenta ainda mais, de acordo com o estudo, no grupo de brasileiros que aprovam a gestão Bolsonaro. A pesquisa entrevistou 2.771 pessoas. A vacina virou alvo de disputa política, envolvendo o presidente e o governador João Doria (PSDB).

Dupla...
O PT entrou com uma ação na Justiça no sábado pedindo a suspensão de propagandas eleitorais em que Bruno Covas (PSDB) fala sobre datas de retorno às aulas dos jovens do ensino público da capital.

...Personalidade
O partido de Jilmar Tatto alega que o tucano mistura o papel de prefeito com o de candidato, levando ao horário gratuito anúncios institucionais do município. A legenda alega que Covas usa imagens de equipamentos públicos aos quais ele só tem acesso devido ao cargo que ocupa.

Peneira
Depois de decidir pela expulsão do candidato Filipe Sabará, a comissão de Ética do Novo delibera sobre o caso de um de seus favoritos à Câmara de São Paulo, Marcelo Castro. Ele é o candidato a vereador do Novo que mais recebeu recursos via crowdfunding na cidade, R$ 62.711.

Ponto de vista
O administrador teve a filiação suspensa após escrever que tráfico não devia ser crime e que o ministro Marco Aurélio Mello, do STF, havia acertado em determinar a soltura de André do Rap. Ele depois se retratou por ter publicado o tuíte sem saber quem era o líder do PCC.

Aposta
Após a desistência da vice, aumentou a expectativa de integrantes do Novo de que a candidatura de Sabará seja barrada pela Justiça.

Nada...
Após o Painel ter encontrado um trecho do programa de governo de Celso Russomanno (Republicanos) quase idêntico ao de edital da gestão Covas, a equipe do candidato disse que faria a retificação. Vinte e nove dias depois, nada mudou no documento que está no TSE.

...Se cria
A passagem em questão trata da concessão de terminais de ônibus da cidade, projeto do tucano na prefeitura. Cobrado no dia seguinte à publicação, Russomanno perguntou: “Se é bom, vou modificar por quê?”.

Tiroteio
“Quando a veja a dupla João Doria e Rodrigo Maia agindo na mesma direção, enxergo o pior da política se unir.” Do deputado major Vitor Hugo (PSL-GO), sobre os dois políticos defenderem a mesma posição sobre a polêmica da vacina.

MATÉRIAS RELACIONADAS