Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Painel

Painel

Colunista

Folha de São Paulo

Branquinho

| 24/10/2020, 07:37 07:37 h | Atualizado em 24/10/2020, 07:48

O governador João Doria (PSDB-SP) desistiu da ideia de cortar 21% dos recursos do Vivaleite em 2021, revelada pelo Painel, e determinou que o investimento no programa de distribuição de leite para crianças e idosos carentes seja mantido no mesmo patamar de R$ 182 milhões de 2020.

A redução prevista na proposta orçamentária enviada à Assembleia Legislativa era de R$ 39 milhões, ou 2 milhões de litros de leite. O governo vai pedir aos deputados que o projeto seja alterado.

Rede
Criado em 1999, o Vivaleite é o maior programa de distribuição gratuita de leite do Brasil, prioriza o atendimento às famílias com renda mensal de até 1/4 do salário mínimo per capita e atende mais de 370 mil pessoas em estado de vulnerabilidade.

Tamo junto
Deputados estaduais de campos opostos começaram a se aglutinar contra o corte. Janaína Paschoal, do PSL, falou em fazer uma emenda para corrigir a proposta. A ideia vinha ao encontro do petista Paulo Fiorilo, primeiro crítico da medida.

Ele não
O Novo enviou um ofício ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em que solicita o cancelamento do requerimento de registro da candidatura de Filipe Sabará à Prefeitura de São Paulo. Com isso, o partido pretende que o empresário seja impedido de continuar com a campanha.

Lei
O Novo argumenta que a expulsão de Sabará do partido por decisão da comissão de ética faz com que o registro da candidatura de Sabará seja indeferido ou cancelado, referindo-se aos artigos 14 da Constituição e 14 da lei eleitoral. O empresário foi retirado do partido após denúncias de incongruência em seu currículo. Ele pode recorrer.

Pelado
A estratégia de campanha de Jilmar Tatto (PT) para a próxima semana está traçada: ir para cima de Bruno Covas (PSDB), atual líder nas intenções de voto segundo o Datafolha. Eles querem explorar que os números que o tucano têm mostrado escondem uma cidade descuidada.

Presença
Na semana seguinte, Fernando Haddad (PT) aparecerá no programa de TV de Tatto, após alta dosagem de Lula. O ex-prefeito deixou programas que depois caíram no gosto da população, como o fechamento da Avenida Paulista para carros e as ciclovias. Ele, no entanto, teve uma das piores taxas de reprovação ao deixar o cargo, com 48% de ruim ou péssimo.

Mistura
O vereador Fernando Holiday (Patriota) utilizou ao menos cinco funcionários de seu gabinete para gravar um vídeo para reeleição à Câmara de SP. Holiday causou celeuma ao anunciar que lançaria um clipe de rap que era, na verdade, um jingle de campanha. O material foi feito em 2 de outubro, uma sexta, dia de trabalho no Legislativo.

Aval
Naquele dia, a Câmara passou por uma desinfecção anticoronavírus, tendo sido suspensos os trabalhos presenciais após as 14h30. Holiday diz ao Painel que então liberou alguns funcionários às 15h que “quiseram participar do clipe (ou assistir sua produção)”. O trabalho em home office tem sido a tônica durante a pandemia.

Discurso
Holiday tem como um de seus principais motes eleitorais o não uso de recursos públicos na campanha. Ele afirma que não houve utilização de verba e que os funcionários são livres para participarem de quaisquer atos fora do horário de trabalho.

Cofrinho
O governo gastou 87% a menos neste ano com o desfile do Sete de Setembro, em relação a 2019. Foram R$ 129,3 mil contra R$ 1 milhão (valor corrigido), respectivamente, segundo dados da Lei de Acesso. A cerimônia de 2020 foi mais simples por causa da pandemia.

Parcelamento
Excluído do Profut por inadimplência, o Cruzeiro fechou acordo com a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional para renegociar R$ 327 milhões de débitos inscritos com a Dívida Ativa da União. A transação suspende 33 processos e recursos movidos pela Fazenda Nacional para cobrar o clube.

Mudo
Até o fim da noite de ontem, Bolsonaro não tinha se manifestado sobre o aniversário de 80 anos de Pelé. Considerado o maior jogador de todos os tempos, Edson Arantes do Nascimento recebeu diversos cumprimentos, mas não do presidente.

Tiroteio
“Parece que o Doria percebeu o erro que cometeu ao tirar dinheiro dos mais pobres. Esse é um crime sem perdão”. De Paulo Fiorilo (PT), deputado estadual, sobre desistência do governo estadual de São Paulo de fazer corte no programa Vivaleite.

MATÉRIAS RELACIONADAS