Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Mundo Digital

Mundo Digital

Colunista

Eduardo Pinheiro

Tecnologia e inteligência artificial a serviço do usuário

A IA responde perguntas e cria conteúdo de uma variedade de áreas, desde ciência até cultura popular

Eduardo Pinheiro | 09/05/2023, 15:34 15:34 h | Atualizado em 09/05/2023, 15:35

Imagem ilustrativa da imagem Tecnologia e inteligência artificial a serviço do usuário
Eduardo Pinheiro é consultor de tecnologia da informação Eduardo Pinheiro é consultor de tecnologia da informação |  Foto: A Tribuna

Os chatbots estão cada vez mais presentes em nossas vidas, facilitando as interações em diversas áreas, desde a assistência pessoal até o atendimento ao cliente. Dentre os chatbots mais conhecidos atualmente, destacam-se o ChatGPT 4, Bard, Bing AI e Claud.

O ChatGPT 4 é um chatbot desenvolvido pela OpenAI, que utiliza a tecnologia de linguagem natural para responder às perguntas dos usuários. 

Leia mais sobre Mundo Digital aqui

Ele é capaz de compreender e produzir texto em diversos idiomas e é conhecido por sua capacidade de responder com precisão a perguntas complexas e fornecer informações úteis em uma variedade de áreas, desde ciência até cultura popular.

Outro chatbot interessante é o Bard, desenvolvido pela OpenAI em parceria com a empresa de entretenimento de jogos, Eletronic Arts. 

O Bard é capaz de gerar diálogos em jogos, tornando as experiências de jogos mais interativas e envolventes. Ele pode aprender a partir de interações com jogadores humanos, criando assim, diálogos mais realistas e interessantes.

Já o Bing AI, é um chatbot criado pela Microsoft que utiliza inteligência artificial para ajudar os usuários a encontrar respostas para perguntas em tempo real. O Bing AI é capaz de fazer pesquisas na internet, exibir resultados relevantes e até mesmo responder diretamente às perguntas dos usuários. 

O chatbot tem sido utilizado em diversas áreas, como na educação, atendimento ao cliente, suporte técnico e até mesmo em processos seletivos.

Por último, mas não menos importante, temos o Claud, desenvolvido pela Accenture que ajuda as empresas a automatizar e melhorar suas interações com clientes. 

Leia mais

Os perigos dos relacionamentos virtuais com estranhos

Como proteger seus filhos das ameaças do mundo digital

O Claud é capaz de compreender e responder a perguntas dos clientes em tempo real, além de oferecer sugestões e resoluções de problemas. Ele é uma solução eficiente para as empresas que buscam melhorar a experiência do cliente e otimizar seus processos de atendimento.

Em resumo, os chatbots têm se mostrado cada vez mais presentes em nossas vidas e oferecem uma ampla variedade de serviços úteis e interativos. 

O ChatGPT 4, Bard, Bing AI e Claud são apenas alguns exemplos dos chatbots que estão mudando a forma como nos comunicamos e interagimos com pessoas e organizações. 

Com a evolução contínua da tecnologia de chatbots, podemos esperar ainda mais inovações e melhorias no futuro próximo.

Inclusive este artigo foi criado pelo ChatGPT 4, em 06/05/2023 às 9h23min, a partir de duas interações: 

I- Por favor crie um artigo jornalístico que fale dos seguintes chatbots: ChatGPT 4, Bard, Bing AI e Claud; 

II- Qual o melhor título de um artigo para falar dos melhores ChatBots existentes? Simples assim amigo leitor!

Entretanto, é bom ressaltar que nenhum Chatbot é 100% confiável, essas ferramentas ainda estão no primeiro estágio de aprendizado e levará ainda alguns anos para que possam ser considerados insuscetíveis a erros. 

Enquanto isso, seguimos utilizando atentos as respostas que pareçam fora do padrão e também, sempre buscando validação humana, antes de dar a resposta ou a questão como totalmente válida.

Eduardo Pinheiro é consultor de tecnologia da informação

Leia mais

Adolescentes e jogos violentos podem ser uma bomba-relógio

Finalmente, redes sociais podem deixar de ser terra de ninguém

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

SUGERIMOS PARA VOCÊ: