Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Gilmar Ferreira

Gilmar Ferreira

Colunista

Gilmar Ferreira

Minhas impressões

| 02/12/2019, 09:07 09:07 h | Atualizado em 02/12/2019, 09:18

O “strike” que o Flamengo de Jorge Jesus faz em seus principais rivais, derrubando seus técnicos com atuações insofismáveis, e acumulando pontos incansavelmente, já é prova de que o trabalho do português está sendo tomado como referência pelas grandes torcidas.

Os torcedores das grandes marcas, principalmente as com mínima capacidade de investimento, já não toleram os discursos vazios de seus técnicos e até de cartolas no pós-jogo. Exige-se mais. E é quase uma revolução. Creiam.

Palmeiras 1 x 3 Flamengo
Com três minutos de bola rolando no Allianz Parque, o time de Jorge Jesus assumiu a posse e, com 32 toques, em pouco mais de um minuto de troca de passes abriu o placar.

Foi o primeiro dos três gols do Flamengo, e um recado bem claro para o oponente: o campeão chegou. O time rubro-negro amarrou o Palmeiras, fez 3 a 0 dois minutos após o intervalo, e se poupou de um desgaste desnecessário.

Queiram ou não, por uma série de razões, este Flamengo que o português construiu nos obriga a refletir sobre mudança de paradigma.

Avaí 1 x 1 Fluminense
A exemplo do que ocorrera no 1 a 1 com o Atlético/MG, no Maracanã, o time tricolor não teve o ímpeto necessário para fazer mais do que um gol. E acabou sofrendo o empate num pênalti marcado no fim do jogo.

Registre-se: com discutível decisão do árbitro de vídeo, mandando voltar a cobrança defendida por Marcos Felipe. Time do técnico Marcão tem posse de bola, mas é pobre de jogadas ofensivas.

Botafogo 0 x 1 Internacional
A estratégia de Alberto Valentim para esta reta final tem sido muito clara: bloquear o adversário e buscar a vantagem no placar através do individualismo ou de uma ou outra jogada ensaiada.

E sairia do Nilton Santos com ao menos um ponto, não fosse um lance infeliz de Gatito Fernández.
Mas a disposição e a entrega dos jogadores ao padrão traçado para o cumprimento da meta dá um pouco de tranquilidade a todos.

Vasco x Cruzeiro
O jogo de hoje ganhou importância pelo tanto que decide na parte de baixo da tabela — vitória do Vasco elimina chances de rebaixamento de Botafogo e Fluminense.

E ele tem, pelo viés vascaíno, um compromisso com a honra, depois da adesão em massa de uma torcida que já não suporta mais o papel de figurante nas principais competições do País.

MATÉRIAS RELACIONADAS