Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Andreza Matais e Marcelo de Moraes

Coluna do Estadão

Imagem do colunista Andreza Matais e Marcelo de Moraes

Andreza Matais e Marcelo de Moraes

Paulistanos rechaçam a onda negacionista

17/08/2021 08:24:07 min. de leitura

Mais do que praticamente concluir as aplicações em primeira dose da vacinação contra a Covid-19 nos paulistanos acima de 18 anos, a Virada da Vacina assinalou derrota substancial ao discurso negacionista.

Na maior cidade do País, a porcentagem de 99,15% de imunizados chama atenção também se comparada às taxas de outras capitais: Rio tinha até ontem 87,1% de seus adultos vacinados com uma dose. Porto Alegre, 82,2%; Belo Horizonte, 70,7%. É justamente na capital paulista que Bolsonaro amarga os piores índices de rejeição no estado.

Olha eu aqui, gente. O bom resultado marca a primeira vitória política relevante do prefeito Ricardo Nunes (MDB), que assumiu a cidade após a morte de Bruno Covas (PSDB) cercado de desconfiança.

Mr. DJ. Entre os grandes acertos de Nunes está a manutenção de Edson Aparecido (PSDB) no cargo de secretário da Saúde, órgão responsável pelo evento que reuniu até DJs para motivar os paulistanos a tomar a vacina contra a covid-19.

Aqui, não. “A vacinação em São Paulo mostra que o paulistano não está no universo do negacionismo. Valorização fundamental da ciência e dos protocolos sanitários. Politicamente, é uma derrota para o governo Bolsonaro”, diz o cientista político Rodrigo Prando.

Adversário… Há um ponto de consenso entre governadores do Nordeste ao Sul ouvidos pela Coluna em meio a pior relação entre os chefes de Executivo estaduais e federal desde a redemocratização: a culpa é do presidente Bolsonaro.

…em comum. ”É a primeira vez que o País tem da parte do poder central uma posição permanentemente antiestados e municípios. É impensável, pois somos uma república federativa”, diz o governador Wellington Dias (PT-PI).

Faz… “A crise federativa deriva do presidencialismo de confusão que Bolsonaro implantou no Brasil”, diz Flávio Dino (PSB-MA). “Não me parece que o problema demande repensar a estrutura federativa. É caso de repensar o presidente”, afirma o governador Eduardo Leite (PSDB-RS).

…sentido. Ontem, governadores emitiram nota contrária ao presidente e em favor do STF.

Carta Magna. “A mobilização da maioria dos governadores é em defesa da Constituição, da democracia e da liberdade”, diz João Doria (PSDB-SP).

Avaliação. Do cientista político José Álvaro Moisés: “A natureza do pacto federativo demanda diálogo permanente entre autoridades. Isso não está acontecendo. Bolsonaro estabeleceu uma guerra. Faz mal ao Brasil”.

Mais… Presidentes de PV, PSDB, MDB, Democratas, Solidariedade, Cidadania, Novo e PSL se reúnem hoje, em Brasília. Segundo José Luiz Penna, presidente do PV, será mais um passo em busca de um nome de consenso para uma candidatura de centro.

…diálogo. O encontro dos presidentes dos partidos também discutirá as propostas de reforma política colocadas em pauta, como a volta das coligações, atualmente sob apreciação do Senado.

CLICK. Convidado para ato militar com Bolsonaro em Formosa, Ronaldo Caiado (DEM) (foto, ao centro) preferiu inaugurar, na mesma hora, o setor antirracismo da Polícia Civil de Goiás.

Pronto, falei!

"Quando o Brasil precisa escolher entre o certo e o fácil, via de regra, infelizmente, enveredamos pelo mais fácil, ligado a populismo e interesses eleitorais".

Paulo Hartung, ex-governador do Espírito Santo