Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Coluna do Estadão

Coluna do Estadão

Colunista

Estado de São Paulo

Lula age para desgastar relação entre Tarcísio e Bolsonaro

Coluna foi publicada nesta quarta-feira (31)

Roseann Kennedy, Eduardo Gayer e Augusto Tenório | 31/01/2024, 10:56 10:56 h | Atualizado em 31/01/2024, 10:56

Imagem ilustrativa da imagem Lula age para desgastar relação entre Tarcísio e Bolsonaro
Presidente Lula (PT) recebeu o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Rep), e consolidou mais um movimento avaliado em Brasília como estratégia de desgastar a relação entre o governador e o ex-presidente Jair Bolsonaro |  Foto: Divulgação/Ricardo Stuckert-PR

O presidente Lula consolidou mais um movimento avaliado em Brasília como sua estratégia para desgastar a relação entre o governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), e o ex-presidente Jair Bolsonaro. Na terça-feira (30), Lula recebeu Tarcísio no gabinete para fechar parceria da União com o estado na obra do túnel Santos-Guarujá. Numa só tacada, conseguiu uma nova foto com o político visto como herdeiro do bolsonarismo; e afagou o Republicanos, que ocupa o Ministério de Portos e Aeroportos e é fundamental para dar votos ao governo no Congresso.

No estilo “criar dificuldade para vender facilidade”, o presidente Lula havia avisado dias atrás, por meio de interlocutores, que o Planalto construiria o túnel sem participação da gestão paulista. Agora, recuou.

FICO. Segundo aliados, Tarcísio ameaçara deixar o Republicanos se o Planalto o excluísse do projeto. O presidente do partido, Marcos Pereira, então, entrou em cena para mediar o acordo com o governo federal. “O diálogo entre os diferentes, quando feito em prol do bem comum, sempre produz resultados positivos”, disse ele à Coluna.

INTRIGAS. Em dezembro, Tarcísio foi alvo de críticas de bolsonaristas pelo comportamento amistoso com Lula. O presidente do PL, Valdemar Costa Neto, nega, porém, que isso afaste o governador do campo da direita. “De jeito nenhum”, frisou à Coluna.

DE OLHO. Apesar do acordo entre União e estado, o presidente da Frente Parlamentar de Portos e Aeroportos, deputado Paulo Alexandre Barbosa (PSDB-SP), busca reforços para garantir a parceria: quer envolver o vice-presidente Geraldo Alckmin, ex-governador de São Paulo, na discussão.

PICO. O governo Lula vai anunciar que o valor gasto por turistas estrangeiros no Brasil em 2023 bateu um novo recorde. Até novembro do ano passado, os “gringos” gastaram US$ 6,286 bilhões no País – faltam apenas os números de dezembro para compilar o resultado anual. De qualquer forma, o montante vai superar os US$ 6,843 bilhões atingidos em 2014, recorde até agora.

ELENCO. O anúncio será feito no dia 8 de fevereiro pelos ministros Celso Sabino (Turismo) e Silvio Costa Filho (Portos e Aeroportos), com o presidente da Embratur, Marcelo Freixo, em evento no aeroporto do Galeão, no Rio.

PERIGO. O desmatamento no Cerrado cresceu 30% em 2023 na comparação com o ano anterior, mostra o Sistema de Alerta do Desmatamento (SAD), ferramenta do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam). A área afetada superou 1 milhão de hectares.

MAIS UMA. O Congresso lançará ainda no mês de fevereiro a Frente Parlamentar em prol dos Jogos Eletrônicos e Games. O grupo deve contar com cerca de 200 deputados e 20 senadores.

PANO DE FUNDO. A nova frente parlamentar foi organizada de olho no potencial do mercado no Brasil. As principais organizações de e-sports no País envolvem mais de 100 milhões de pessoas. Segundo a Confederação Brasileira de Games e E-sports, com base em dados da consultoria Newzoo, o setor movimentou US$ 2,7 bilhões em 2022 no Brasil e segue em crescimento.


Vodcast ‘Dois Pontos’: ansiedade

"Ter ansiedade faz parte da nossa paleta de emoções. Não é escolha. Mas fica patológica quando a pessoa começa a ter sensações na ausência de perigo” - Lucas Gandarela psiquiatra - Hospital das Clínicas São Paulo

"O Brasil ser o país mais ansioso do mundo tem a ver com a questão do desemprego e da falta de segurança pública. (...) O acesso à saúde mental ainda é difícil” - Angélica C. Martins psicóloga - Hospital Oswaldo Cruz

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

SUGERIMOS PARA VOCÊ: