Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Coluna do Estadão

Coluna do Estadão

Colunista

Legado da Lava a Jato preocupa Edson Fachin

| 01/03/2021, 08:48 08:48 h | Atualizado em 01/03/2021, 08:54

Demorou, mas o ministro Edson Fachin demonstra preocupação com o legado da Lava a Jato. O relator da operação no Supremo Tribunal Federal tem dito, segundo seus interlocutores, ser importante mostrar para a população a abrangência das ações de combate à corrupção para além de Curitiba, onde o pessoal de Deltan Dallagnol e Sérgio Moro atuavam diretamente.

No horizonte de Fachin, o temor é um só: uma eventual derrota de Moro no caso da suspeição do ex-juiz, pedida pela defesa de Lula, pode contaminar a operação de cima a baixo.

Limite final. A defesa de Lula pede a suspeição de Moro no caso do triplex do Guarujá. Fachin tem dito que qualquer decisão deve se reduzir única e exclusivamente a esse caso.

Vejam só. Nessa linha de defender a operação, Fachin divulgou recentemente os números da Lava a Jato no STF: dos 183 inquéritos já instaurados, 140 tramitam. Setenta e três sob relatoria de outros ministros.

De olho. O senador Rogério Carvalho (PT-SE) promete fazer requerimento de informação ao diretor-geral da Polícia Federal, Rolando Alexandre de Souza.

De olho 2. Quer saber se foi instaurado algum processo administrativo para apurar o suposto depoimento forjado pela delegada Erika Marena, como mostraram mensagens obtidas pela Operação Spoofing.

CLICK. O ex-governador Paulo Hartung (ES) não descuida de sua saúde durante a pandemia. “Pedal matinal”, escreveu ele em postagem feita numa rede social.

Big... O Ministério da Justiça e Segurança Pública promete implementar o Sistema Nacional de Análise Balística (Sinab): um grande banco de dados de armas e munições para ajudar na elucidação de crimes.

...data. Alguns estados já têm programas similares. A ideia é nacionalizar com polícias estaduais e a federal. Até o final de 2022, prevê investir mais de R$ 130 milhões na compra de ferramentas que possibilitem o “match” de armas e munições envolvidas no crime.

Destino. Se deixar mesmo a chefia da Comunicação do Planalto, Fábio Wajngarten pode assumir o escritório da EBC em São Paulo. O almirante Flávio Rocha, que hoje comanda a Secretaria de Assuntos Estratégicos, deve ocupar o lugar de Wajngarten.

Criando... Diante das dificuldades para destinar emendas parlamentares para a compra de vacinas, deputados e senadores decidiram adotar uma via rápida interna do Legislativo.

...atalhos. A Comissão Mista de Orçamento criou ação específica no projeto de lei orçamentária de 2021 para que as emendas possam ser destinadas para o enfrentamento à pandemia, incluindo a possibilidade de aquisição de imunizantes.

Drible. Apesar de parecer trivial, foi a saída encontrada, já que o Ministério da Saúde não tem aceitado o repasse de recursos para esse fim via emendas.

Alô? No início do ano, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) tentou destinar parte de seus recursos para a compra de vacinas, mas teve o pedido negado pelo ministério. Ele chegou a enviar um questionamento formal à pasta, mas não obteve resposta.

Estranho no ninho. O vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, foi aconselhado a ficar no DEM, apesar da crise no partido. Já tem muita ave de alta plumagem no PSDB...

Pronto, falei!

Onde houver consenso, Bolsonaro estará fora. Vacina salva vidas Bolsonaro ataca. Máscara previne? Ele tripudia. SUS colapsado? Bolsonaro debocha.”

Rodrigo Maia, deputado federal (DEM-RJ)

MATÉRIAS RELACIONADAS