Login

Imagem ilustrativa da capa de fundo do colunista Cláudio Humberto

Cláudio Humberto

Imagem do colunista Cláudio Humberto

Cláudio Humberto

Um terço do Brasil deve estar vacinado até amanhã

24/06/2021 11:12:16 min. de leitura

A aceleração do Plano Nacional de Imunização (PNI) em junho criou a expectativa de que o Brasil tenha um terço de toda a população vacinada contra Covid-19 até o próximo fim da semana.

Já são quase 68 milhões de pessoas com ao menos uma dose, segundo o portal independente vacinabrasil.org, e deve ultrapassar a marca de 70 milhões amanhã, 160 dias após o início da campanha de imunização.

Se esse ritmo continuar, terão sido aplicadas 100 milhões doses até o fim do mês.

Vulneráveis vacinados
Cerca de 87% das pessoas incluídas no grupo prioritário receberam ao menos uma dose. Na população adulta, a vacinação já superou 42,2%.

Expectativa é acelerar
Estados foram informados ontem pelo Ministério da Saúde que uma nova remessa de doses de vacinas será entregue hoje.

Magnitudes diferentes
O Reino Unido levou três meses para vacinar um terço da população: 22,6 milhões de doses. Isso é menos do que o Brasil aplicou este mês.

Na mesma toada
Alemanha, França e Itália juntos têm população semelhante à brasileira e precisaram de 141 dias para atingirem 70 milhões de vacinados.

ZPEs não vão competir com a Zona Franca de Manaus

Por motivos eleitorais, políticos do Amazonas têm impedido o Brasil de instalar Zonas de Processamento de Exportações (ZPE) há décadas sob lorota de provocar prejuízos para a Zona Franca de Manaus (ZFM). Ocorre que não há competição, justamente porque a ZFM tem benefícios ainda maiores, como a isenção de IPI e a redução de até 88% no imposto de importação dos insumos, além da restituição de até 100% do ICMS e da possibilidade de vender para o mercado interno com esses benefícios.

Olho nos dólares
As ZPEs, segundo texto aprovado no Congresso, terão isenção dos impostos e tributos apenas sobre os produtos e serviços exportados.

Como empresa comum
No caso de excedente de produção, as ZPEs ficam autorizadas a vender ao mercado interno, mas, para isso, devem recolher todos os impostos.

Alhos e bugalhos
Segundo o presidente da Associação Brasileira das Zonas de Processamento de Exportação (Abrazpe), Helson Braga, não há comparação de ZPE e ZFM, “pois os dois regimes se destinam a usuários distintos”.

Notícia boa
O mundo passa, hoje, da marca de 165 milhões de pessoas que contraíram a Covid-19 e se curaram. São outros 11,3 milhões de casos ativos, dos quais (0,7%) 81.600 são considerados sérios ou críticos.

Na CPI
Luís Miranda (DEM-DF) confirma que deve comparecer à CPI para esclarecer suas denúncias em torno de corrupção na compra de vacinas Covaxin. O deputado também reitera que não é contra Jair Bolsonaro.

Bicadas tucanas
Em resposta ao anúncio de João Doria como “pré-candidato” tucano ao Planalto, o presidente do PSDB, Bruno Araújo, reagiu rápido: marcou reunião com diretórios para debater a “operacionalização das prévias”.

Saúde e economia
O ano de 2021 deve terminar com boas notícias na saúde e economia. O déficit previsto pelo governo foi revisto para R$ 178,4 bilhões, quase 10% abaixo dos R$ 197 bilhões previstos pela Instituição Fiscal Independente.

Sem piedade
A ganância das distribuidoras elevou o preço médio do etanol em 28,5% desde janeiro no Centro-Oeste. Segundo levantamento Ticket Log, o litro chegou a R$ 4,546 em junho e trata-se do menor preço médio do País.

Morte ao empreendedor
Advogado tributarista, Eliézer Martins criticou ideia de cobrar 20% sobre lucros e dividendos. Segundo ele, empresas geram empregos, pagam INSS, PIS, Cofins, FGTS, IRPJ e CSLL. “Valerá ter empresa no Brasil?”.

Vacina salva
Autoridades britânicas estão preocupadas com a alta na média de casos, que subiu mais de 300% em 30 dias, passando de 2.500 para mais de 10 mil por dia. Graças à vacina, a média de mortes dobrou, mas é de 13.

Pensando bem...
...já se foi o tempo quando liberais eram defensores de liberdades.

Poder sem pudor

Comigo mesmo!
Convidada pelo colega Ney Suassuna (PMDB-PB) para acompanhá-lo ao jantar oferecido ao príncipe Philippe, da Bélgica, na embaixada de seu país em Brasília, a senadora Íris Araújo (PMDB-GO) pilheriou:
“Só se for para entrar de mão dada com o senhor. É para dar o que falar!”.
Ney Suassuna topou na hora: “Dar o que falar é comigo mesmo!”