Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Cláudio Humberto

Cláudio Humberto

Colunista

Separação de poderes une o País, adverte senador

| 18/08/2021, 09:27 09:27 h | Atualizado em 18/08/2021, 09:32

Os líderes do governo se articulam na defesa do presidente Jair Bolsonaro, que enfrenta um dos momentos mais grave desde sua posse, em janeiro de 2019. O senador Eduardo Gomes (MDB-TO), por exemplo, que esteve alguns dias afastado para acompanhar um procedimento cirúrgico de sua mãe, considera que “o único e principal fator de união no Brasil é a separação de poderes, por mais óbvio e simples que pareça”.

Ovo ou a galinha?
Já não se sabe ao certo quem começou a briga, mas é possível lembrar fatos marcantes que ilustram o fim da separação dos poderes.

Como começou
O STF revoltou Bolsonaro ao anular atos meramente administrativos, a pedido de partidos da oposição, sobretudo do Rede, de um só deputado.

Reação forte
A reação do presidente, considerada desproporcional, foi atacar ministros que, na sua avaliação, estariam empenhados em impedi-lo de governar.

Poderes sob tutela
Decisões do STF anularam prerrogativas presidenciais como preencher cargos de confiança (PF etc.) e até mandaram o Congresso instalar CPI.

Palavra de jurista
O ex-presidente nacional da OAB Ophir Cavalcante (foto) acha que há possível crime a ser verificado em processo legal, no caso Roberto Jefferson, mas advertiu que “o STF não pode ser acusador e julgador ao mesmo tempo.”

Avanço na infraestrutura se deve a 700 mil “fiscais”
Enquanto holofotes estão fixados na briga entre STF e o presidente Jair Bolsonaro, a infraestrutura brasileira segue avançando a passos largos depois da transformação de cerca de 700 mil caminhoneiros em “fiscais de rodovias”, como são chamados pelo ministro Tarcísio Freitas.
Ele diz participar de 43 grupos de WhatsApp e receber mensagens diretas dos motoristas relatando defeitos, pedidos de manutenção ou melhorias.

Trabalho 24h
Freitas revelou que um caminhoneiro entrou em contato às 2h da manhã de um sábado na hora da quebra do caminhão. Foi respondido na hora.

Importância devida
“Na hora, mandei mensagem para o diretor-geral do Dnit e o reparo foi feito”, disse Freitas, que depois recebeu um novo contato do motorista.

Exemplos reais
O contato direto com caminhoneiros rende frutos. “No trajeto de volta, ele viu a obra feita aí fez um vídeo, agradeceu e isso viralizou nos grupos”.

Conforme o script
O auditor do Tribunal de Contas da União (TCU) que depôs ontem na CPI parecia mais interessado em manter o emprego e reconquistar os colegas de trabalho. Encontrou uma plateia disposta a ajudar nisso.

Hora de se reerguer
Os investimentos na infraestrutura brasileira e a retomada da economia com flexibilização de regras de isolamento social no País serão tema de debate na CNI com participação do ministro Tarcísio Freitas (foto) hoje.

Faltou mencionar
Na reinauguração do aeroporto de Campo Grande, dias atrás, omitiram a paternidade da reforma. Foi Carlos Marun quem obteve os recursos, quando era ministro da Secretaria de Governo do governo Michel Temer.

Jogo de cena
Após os canudos e sacolas, políticos querem proibir isopor em bandejas e copos térmicos. Não se enganem, o objetivo é “lacrar” na eleição. Mas eles não encaram o lobby de setores poderosos e altamente poluentes.

Eterno Afeganistão
A emboscada do Vale do Uzbin, na Guerra do Afeganistão, que vitimou dezenas de combatentes e civis, incluindo dez soldados franceses, completa 13 anos hoje.

Não foi ele
A Conab identificou alta de mais de 50% no valor da cenoura e do tomate vendidos no atacado em cinco estados, com a maior variação vista em Vitória. O principal motivo foi o clima com geadas e baixas temperaturas.

Sol para todos
Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica confirmou que o País superou marca de 700 mil consumidores com geração própria. Segundo a Absolar, foram R$ 32 bilhões investidos e 189 mil empregos criados.

Pensando bem…
…o Brasil já aplicou 170 milhões de vacinas contra a covid, mas o remédio para o mau humor é outro.

Poder sem pudor
Uísque do santo
Prefeito de São Simão (SP), Padre Plínio Toldo (PFL) agradava a autoridades às quais pedia recursos.
Certa vez, ao receber dele uma garrafa de uísque, um secretário paulista brincou: “O sr. está querendo me comprar, padre?”
Toldo respondeu: “Nada disso, meu filho, esse uísque é feito lá mesmo em São Simão. E eu vou lhe contar um segredo: se Jesus soubesse que a gente produz esse uísque, tinha feito a Santa Ceia lá na minha cidade…”

MATÉRIAS RELACIONADAS