Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Cláudio Humberto

Cláudio Humberto

Colunista

Maia barra modernização do regimento da Câmara

| 13/10/2020, 08:20 08:20 h | Atualizado em 13/10/2020, 08:21

De olho em burlar a Constituição para tentar se manter no poder, Rodrigo Maia (DEM-RJ) sabotou a comissão que iria modernizar o texto do regimento interno da Câmara. Seria cômico se não fosse trágico: a sabotagem aconteceu justamente pelo descumprimento do regimento, que determina designação dos membros pelo presidente caso os líderes partidários não o façam até 48h após o pedido de criação da comissão.

“Prevaricação”
O deputado JHC (PTB-AL) apresentou o requerimento em 17 de maio de 2017. Maia ignorou as obrigações por dois anos até “matar” a comissão.

Vanguarda do atraso
Em pleno século 21, a Câmara ainda traz no regimento a obrigação de notificar os deputados de convocações de reuniões... “por telegrama”.

Que vergonha
A revisão não é a única pedalada de Rodrigo Maia no regimento interno. Atualmente, há 32 comissões aguardando indicação dos seus membros.
Em plena pandemia
Entre as malandragens de Maia, estão 12 PECs, como as que tratam de renda para famílias pobres e sobre contenção de despesas obrigatórias.

Perdeu, Macron
As eleições municipais da França foram a maior derrota do presidente Emmanuel Macron (foto), desde que tomou posse. O partido En Marche, do crítico do Brasil perdeu nas capitais e no interior.

No mundo, a pandemia segue “padrão brasileiro”
A situação da pandemia em âmbito mundial tem seguido, ao menos nos últimos dois meses, o padrão observado no Brasil no passado, com alta na média de novos casos e queda no número de mortes. Segundo o Worldometer, a média de casos subiu 18,1% desde 11 de agosto, de 261,5 mil para 308,8 mil novas infecções por dia, mas a média de óbitos no mesmo período caiu 12,6% passando de 6.002 para 5.245 por dia.

Índia é decisiva
A alta nos casos se explica com números da Índia, que passou o Brasil dia 6 de setembro com 4,16 milhões de casos e já superou os 7 milhões.

Europa ajudou
O temor da segunda onda de infecções na Europa se confirmou e países como França, Reino Unido, Espanha e Itália viram uma alta nos casos.

Brasil e EUA opostos
No mesmo período, o Brasil observou queda de mais de 15% nos novos casos. Nos EUA, houve alta de 21,7% nos casos nos últimos 30 dias.

TSE, o imprevidente
O site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), utilizado para registrar pesquisas ficou fora do ar vários dias. O imprevidente TSE explicou que o site estava “em manutenção”, em plena campanha eleitoral, “sem prazo” para voltar a funcionar. Que vexame.

Bem no Senado
Na atual composição, o ministro do Supremo Tribunal Federal que mais recebeu votos favoráveis na votação de sua indicação pelo plenário do Senado foi o atual presidente, ministro Luiz Fux, com 68 dos 81 votos.

Imobiliária União
Recentes resoluções da Secretaria de Patrimônio da União (SPU) no Distrito Federal agradaram o governador Ibaneis Rocha. Foram disponibilizados para venda 33 imóveis da União em Brasília. É assim que se faz.
Possibilidade
Doutorando em Biotecnologia, o escrivão da PF Ney Almeida resolveu testar a vacina para bronquite contra o coronavírus e pediu patente após obter bons resultados com ratos. “Os vírus são da mesma família”, disse.

Hora de investigar
Como Bolsonaro disse que qualquer pessoa que ele convidar para um cargo será investigado pela mídia, já tem gente sugerindo que ele indique para o STF Adélio, que o esfaqueou.

Os 33
Completa 10 anos hoje o desfecho feliz do acidente na mina San José, no Chile, que deixou 33 mineiros soterrados por 69 dias e capturou atenções de todo o mundo. O caso rendeu até filme, de 2015.

Papo reto
O ministro Humberto Martins (foto) presidente do Superior Tribunal de Justiça, vai receber cidadãos para ouvir denúncias, críticas ou sugestões, sem advogados. Qualquer cidadão inscrito no programa do STJ “Fale com o Presidente”, terá dez minutos de conversa com o ministro, no tribunal.

Pensando bem...
...a reforma administrativa poderia incluir o fim da vagabundagem parlamentar em período pré-eleitoral.

Poder sem pudor

Telúrico e religioso
Ex-presidente do Tribunal Superior do Trabalho, o ministro Francisco Fausto recebeu certa vez o ex-presidente da CUT e deputado Vicentinho (PT-SP). “É aqui onde o Rio Grande do Norte se encontra!” – saudou o ex-sindicalista. Fausto é de Areia Branca e Vicentinho de Acari, municípios potiguares. O deputado saiu de sua cidade aos 20 anos, por causa da seca. Ele se confessa “um telúrico” e sempre que pode visita a Acari. Mas causou espanto ao revelar: “Quando estou lá, fico conversando com Deus ao pé da serra...” Anrã.

MATÉRIAS RELACIONADAS