Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Cláudio Humberto

Cláudio Humberto

Colunista

Cláudio Humberto

Deputado adverte: proteja seu dinheiro do governo

Coluna foi publicada nesta sexta-feira (10)

Cláudio Humberto, com colaboração de Rodrigo Vilela e Tiago Vasconcelos | 10/05/2024, 10:40 10:40 h | Atualizado em 10/05/2024, 10:40

Imagem ilustrativa da imagem Deputado adverte: proteja seu dinheiro do governo
Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PL-SP) aconselhou a população a se proteger do atual governo |  Foto: Divulgação/Câmara dos Deputados

Em entrevista ao podcast Diário do Poder, Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PL-SP), que também já trabalhou no mercado financeiro, deu um conselho àqueles que querem preservar seu patrimônio: se proteja do atual governo e das medidas que estão sendo promovidas. “Não existe estabilidade e previsibilidade de como esse governo vai agir no futuro. E ele está tingido de uma sanha arrecadatória”, avisa o deputado.

Sem proteção

O deputado, primeiro membro da família real brasileira eleito ao Legislativo, não vê proteção à propriedade privada, renda, poupança etc.

Objetivo único

“Entre a arrecadação e a violação da lei para obter essa arrecadação, [o governo Lula 3] vai criar uma nova lei para arrecadar cada vez mais”, diz.

Ação

Orleans e Bragança comentou as decisões do Judiciário que têm interferido em atos de competência do Legislativo: “é tirania absoluta”.

Consequência

Para o deputado essa crise “expõe cada vez mais o Brasil como sendo um País emergente, de alto risco, onde você não tem Estado de Direito”.

STF expõe erro em “canetada” de Lewandowski

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) deixou “sozinho na chuva” o colega aposentado Ricardo Lewandowski, autor de decisão que invalidou a Lei das Estatais, em vigor desde 2016. Ele errou, ao considerá-la “inconstitucional”. Isso permitiu ao presidente Lula (PT) nomear políticos para cargos de direção em empresas estatais, que a lei proíbe. Meses depois da “canetada”, Lewandowski se aposentou do STF e na sequência ganhou o cargo de ministro da Justiça e Segurança.

Uma no cravo...

Em decisão política, o STF manteve as nomeações ilegais de políticos que ignoraram a quarentena de 36 meses fixada na Lei das Estatais.

Sem perigo de dar certo

Para presidir a Petrobras, maior estatal brasileira, foi nomeado Jean Paul Prates, um senador do PT-RN inexperiente e pouco relevante.

Com a chave do cofre

Também contra a Lei das Estatais, Lula nomeou o ex-senador Aloisio Mercadante, coordenador de sua campanha, para chefiar o BNDES.

Confisco

Tramita na Câmara proposta que autoriza o débito direto da conta de quem tem dívida com mais de 30 dias de atraso. O autor do presente de mãe para instituições bancárias é o deputado Hugo Motta (Rep-PB).

Senador pró-apostas

Davi Alcolumbre (União-AP) foi “protagonista”, disse um observador, na sessão de análise dos vetos presidenciais que derrubou a proibição de Lula à isenção de prêmios de apostas esportivas de até R$ 2.259/mês.

Jeito no jeitinho

A interpretação criativa do STF, que reconheceu a legalidade da Lei das Estatais, mas manteve a nomeações ilegais, beneficiou Jean Paul Prates (Petrobras), Aloizio Mercandante (BNDES) e Paulo Câmara (BNB).

Só pensa naquilo

“O governo só pensa naquilo: cobrar impostos”, é o que conclui o senador Carlos Portinho (PL-RJ) ao constatar esforço do governo Lula para ressuscitar o DPVAT e nem cogitar cortar gastos.

Cuidados médicos

A deputada Amália Barros (PL-MT), internada desde 1º de maio para retirada de nódulo no pâncreas, segue na UTI para se recuperar do procedimento cirúrgico. Ainda não há perspectiva de alta médica.

Bolsonaro vive

Virou assunto mais comentado no X, antigo Twitter, a hashtag Bolsonaro Morreu. Não passou de fake news. O ex-presidente, apesar de internado, tem quadro estável e com boa resposta ao tratamento contra erisipela.

Égua Caramelo

Caramelo, a égua ilhada em um telhado há 4 dias em Canoas (RS), foi resgatada por uma equipe do Corpo de Bombeiros destacada pelo governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Rep).

Recepção

Maceioenses prepararam recepção para Lula (PT), que cumpre agenda no Estado. Esticaram gigantesca faixa em um viaduto com os dizeres “Maceió não gosta de ladrão” e um desenho em alusão ao petista.

Pensando bem…

…faixa de protesto ainda pode.


"Máquina de lavar é muito importante para as mulheres” - Presidente Lula (PT), em fala machista, força a ação de passadores de pano


Poder sem pudor

Querida Marinha

ACM era governador da Bahia e foi a uma cerimônia, em Salvador, com o comandante do 2º Distrito Naval. Ao final, convidou o almirante ao contato com o povo.

Em meio ao corpo-a-corpo, ACM se vangloriou: “O senhor viu isso, almirante?” O milico reagiu com naturalidade: “Nunca pensei que a Marinha fosse tão querida por estas bandas!...”. O comandante deixou de ser querido naquelas bandas.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

SUGERIMOS PARA VOCÊ: