Login

Atualize seus dados

Ciência e Tecnologia

Capixabas entre os melhores cientistas da América Latina

10/10/2021 11:05:23 min. de leitura

Com trabalhos que vão desde o estudo do petróleo até a análise da vida fora da Terra, 37 cientistas da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) foram reconhecidos como alguns dos melhores pesquisadores da América Latina neste ano.

Um ranking desenvolvido pelo sistema mundial Alper-Doger Scientific, que analisa desempenho e relevância de trabalhos científicos, selecionou mais de 45 mil pesquisadores de 28 países. Na América Latina, foram 10 mil, incluindo os 37 representantes capixabas.

Entre os pesquisadores lembrados, estão Teodiano Freire, especializado em Robótica; Moises Palaci, que estuda Microbiologia; e Angelica Espinosa, cujo principal foco está na Saúde Pública.

Pesquisador há mais de 24 anos, o diretor do Laboratório Central de Saúde Pública do Espírito Santo (Lacen-ES), Rodrigo Ribeiro Rodrigues, de 56 anos, também é citado no ranking.

Desde o início da carreira, em 1990, Ribeiro participou de, pelo menos, 20 descobertas contra diferentes doenças, como tuberculose e hanseníase, além do HIV, vírus causador da Aids.

“Na infância, sempre quis entender como as coisas funcionam. Com esse resultado, tenho a confirmação de que estou no caminho certo. E esse resultado é importante para tornar o Estado exemplo em nível internacional”.

Imagem ilustrativa da imagem Capixabas entre os melhores cientistas da América Latina
Rodrigo Ribeiro no Lacen-ES: equipe descobriu que o novo coronavírus chegou ao Estado em dezembro de 2019 Foto: Antonio Moreira/AT

Foi a equipe liderada pelo diretor, inclusive, quem descobriu que o coronavírus chegou ao Espírito Santo antes mesmo do primeiro caso ser notificado no País, em março de 2020. A covid-19 teria desembarcado em terras capixabas ainda em dezembro de 2019.

“O que a ciência me traz como recompensa não é simplesmente dizer que descobri isso ou publiquei aquilo, mas saber que, às vezes, meu trabalho pode mudar a história de uma pessoa que nunca vou conhecer”, afirma.

Também presente na lista e destaque na luta contra a pandemia no País, a doutora em Epidemiologia Ethel Maciel cobra mais investimentos na área. “Estamos vivendo um momento de luto na ciência, com cortes substanciais de repasses. É triste pensar que a formação de futuros pesquisadores vai ficar comprometida”, salienta.
 

Rodrigo Ribeiro Rodrigues diretor do Lacen-ES

“HIV foi desafio maior que coronavírus”

A Tribuna – Como a ciência apareceu em sua vida?
rodrigo ribeiro – Desde pequeno tinha essa curiosidade, queria entender as coisas. Certa vez, peguei um rato morto para ver o que tinha dentro (risos). Conversando com meus pais nesta semana, após o ranking, eles até disseram que esse era mesmo o caminho que eu tinha que trilhar.

Quando a sua carreira começou?
Nasci em Ipatinga, Minas Gerais, mas minha família toda é do Estado. Sou capixaba de coração.

Quais as suas maiores descobertas?

Ao lado da minha equipe, encontrei um patógeno (agente transmissor de doenças) que, desde então, só era encontrado em países frios. Mostramos que o vírus da doença de Lyme existia na Amazônia, em um local tropical, totalmente diferente do que era previsto antes. Quebramos um paradigma nos livros médicos.

Também descobrimos que pessoas com hanseníase e tuberculose possuíam alta taxa de verminoses intestinais, que geravam uma maior gravidade dessas doenças.

Qual foi seu maior desafio?

No início dos anos 2000, nós tínhamos um desafio muito maior do que a pandemia do coronavírus: o HIV. Muito do conhecimento que surgiu a partir do HIV transformou a ciência, não apenas para as doenças infecciosas, mas também para outras doenças genéticas, pois muitas ferramentas são utilizadas até hoje.

Como foi descobrir que estava na lista dos melhores pesquisadores da América Latina?

Fui informado por um amigo. Fiquei feliz por ver meu nome ao lado de colegas que admiro. É uma ótima vitrine para o trabalho que realizamos. Mostra que o meu trabalho vem valendo a pena. Já publiquei mais de 70 artigos científicos, sendo que a maioria, quase 85%, foi feita com colaborações internacionais.

Os pesquisadores do Estado citados no ranking

Agnaldo Silva
Especialista em Megafauna Marinha; Gestão Multidisciplinar da Pesca; e Conservação Marinha.

Renato Krohling
Especialista em Redes Neurais Profundas; Fusão de Dados; Visão Computacional; e Computação Evolutiva.

Angelica Espinosa
Especialista em Medicina; Saúde Pública; e Doenças Infecciosas.

Dirceu Pratissoli
Especialista em Controle Biológico; Parasitoides; e Trichogramma|.

Carlos Graeff
Especialista em Parasitologia; Sociologia da saúde; Redes.

Marcos Tadeu Azeredo
Especialista em Cerâmicas; Metal-Cerâmicas; Materiais; Cristalografia; e Fisica Nuclear e Aplicada.

Yuri Lr Leite
Especialista em Biodiversidade; Evolução; Conservação Biológica; Sistemática; e Mastozoologia.

Mário Sarcinelli Filho
Especialista em Robótica Móvel; Veículos Aéreos Não Tripulados; Controle de Formações de Robôs Móveis; e Sistemas Multirrobôs.

Ricardo Kuster
Especialista em Química de Produtos Naturais e Química de Petróleo.

Teodiano Freire
Especialista em Robótica e Processamento de Sinais.

Carlos Roberto Fernandes
Especialista em História; Filosofia; Enfermagem; Educação; e Epistemologia.

Leonora Pires
Especialista em Biogeografia; Mastozoologia; e Evolução.

Jair Freitas
Especialista em Física; Ressonância Magnética Nuclear; Ciência dos Materiais; e Carbono.

Rodrigo Ribeiro Rodrigues
Especialista em Imunologia; Doenças infecciosas; e Microbiologia.

Maria Jose Pontes
Especialista em Engenharia Elétrica; Telecomunicações; Comunicações Ópticas; Speckles; e Sensores em Fibra.

Valdemar Lacerda
Especialista em Síntese Orgânica; Ressonância Magnética Nuclear; Química do Petróleo.

Valerio Marra
Especialista em Cosmologia; Energia escura; Relatividade Geral; e Lentes Gravitacionais.

Alex Bastos
Especialista em Geologia Marinha.

Alexandre Candido Xavier
Especialista em Geomática e Sensoriamento Remoto.

Ester Miyuki Nakamura
Especialista em Ciências Cognitivas; Neuropsicofarmacologia; Dependência de Drogas; Neuromodulação.

Letícia Rangel
Não especificado.

Galen M. Sotkov
Especialista em Teorias de Campos Conformes; Teoria das Cordas; Relatividade Geral; e Cosmologia.

Ethel Maciel
Especialista em Epidemiologia de Doenças Infecciosas.

Dermeval Saviani
Especialista em Filosofia e História da Educação.

Marcelo Antonio Oliveira
Especialista em Farmácia e Controle de Qualidade de Medicamentos.

José Geraldo Mill
Especialista em Doenças Cardiovasculares e Fisiologia Cardiovascular.

Giancarlo Guizzardi
Especialista em Modelagem Conceitual; Ontologia Aplicada; Modelagem Conceitual, Engenharia de Ontologia; Empresa; e Modelagem.

Fabio Hebert
Especialista em Psicologia; Filosofia; Análise Institucional; Educação; e Saúde Coletiva.

Eduardo De Sá Mendonça
Especialista em Solos.

Maria Del Carmen Bisi
Especialista em Nutrição; Saúde Pública; e Epidemiologia.

Eliana Zandonade
Especialista em Estatística; Bioestatística; e Epidemiologia.

Cristina Engel
Especialista em Arquitetura e Urbanismo.

João Paulo Almeida
Especialista em Modelagem Corporativa; Modelagem Conceitual; Design Baseado em Modelos; Ontologia Aplicada; Empresa; e Arquitetura.

Anselmo Frizera
Especialista em Bioengenharia; Robótica de Reabilitação; e Engenharia Elétrica.

Jean Christophe Joyeux
Especialista em Oceanografia Biológica; Ictiologia; Ecologia Marinha; Biogeografia; e Oceanografia.

Moises Palaci
Especialista em Microbiologia; Infectologia; e Tuberculose.

Francisco Elias Jorge
Especialista em Física Atômica e Molecular.

Fonte: Alper-Doger Scientific.