X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Sem acordo nesta quarta, greve de motoristas pode começar na quinta

| 03/12/2019 17:33 h | Atualizado em 03/12/2019, 22:24

Ônibus circulam com informação sobre greve
Ônibus circulam com informação sobre greve |  Foto: Dayana Souza / AT

Caso não haja um acordo entre motoristas e cobradores de ônibus e empresários, na manhã desta quarta, a categoria pode iniciar um movimento de greve já na quinta-feira (05). A decisão sobre iniciar ou não a greve será tomada em assembleia, às 10h30, de quarta-feira.

Nesta terça, uma nova audiência de conciliação (a terceira) terminou sem acordo. As audiências acontecem sob mediação do Ministério Público do Trabalho. A nova reunião será realizada às 8 da manhã. O resultado desta audiência será levado para a assembleia dos motoristas e cobradores.

Desde a semana passada, os rodoviários aprovaram um movimento de greve, inicialmente previsto para a segunda-feira (02). No entanto, um acordo firmado na audiência de conciliação - do último dia 29 - suspendeu a paralisação por três dias.

Os trabalhadores do transporte público pedem aumento salarial de 10%, enquanto os empresários consideram o pedido “fora da realidade”. O impasse pode gerar uma paralisação que irá afetar 700 mil passageiros na Grande Vitória.

Em nota, a GVBus afirmou que as empresas "continuam na tentativa de chegar a um consenso".

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS