Login

Atualize seus dados

Cidades

Roteiros para curtir belezas do Estado

Aventureiros e guias turísticos ouvidos por A Tribuna indicam 10 locais nos quais a natureza capixaba encanta os visitantes

17/11/2021 17:26:32 min. de leitura

Imagem ilustrativa da imagem Roteiros para curtir belezas do Estado
Foto: Kadidja Fernandes/AT
 

O Espírito Santo  é berço de belezas naturais que encantam turistas e   capixabas. O jornal A Tribuna perguntou a especialistas e aventureiros, os locais indicados por eles para quem quer curtir um roteiro repleto de paisagens e locais históricos.

Foram 10 roteiros indicados. O mais aclamado é o ecoturismo, que oferece uma paisagem que é referência em beleza natural. 

Somente na região Centro-Serrana do Estado, três locais são indicados pelo guia de turismo da agência Aves Voando Alto, Stelzimar Magesck: Três Pontões, em Afonso Cláudio,  e o  Túnel dos Escravos, no distrito de Matilde, em Alfredo Chaves, além de Cinco Pontões, entre Itaguaçu e Laranja da Terra. 

“São locais de atividades e cenário único no Brasil. O que tem nesses lugares não tem em outro local. No caso do Túnel dos Escravos, não conheço ninguém que vá nesse túnel e não sinta a adrenalina. No caso dos Três Pontões, é muito lindo ver a trilha e um sítio que uma família que recepciona e conduz quem vai para a trilha”, comentou Stelzimar. 

Todos os três locais têm trilhas em meio a matas e pedras. Cinco Pontões também é ideal para quem gosta de rapel, mas Stelzimar aconselha a contratação de um guia especializado e uso de equipamentos adequados. Para quem vai para o Túnel dos Escravos, há ainda a opção   de visitar as cachoeiras da região. 

Na região metropolitana, também há opções para quem quer curtir um pouco das belezas do Estado,  indica a professora do curso de Turismo da Universidade Vila Velha (UVV), Maria Aparecida Javarini. 

O Parque Estadual Paulo César Vinha, que fica na região de Guarapari, conta com 1.500 hectares de praias, lagoas, dunas, com fauna e flora preservadas.  

“A visita ao local tem como objetivo a informação, interação com a natureza e uma vivência de prática com restinga”,  destacou  a professora Maria Aparecida.

Outros locais da Grande Vitória que merecem  atenção dos turistas é o Vale das Cachoeiras, em Viana, e as Falésias de Nova Almeida, na Serra, conforme aponta o responsável pelo blog   Capixaba da Gema, Hilquias Darcley.

“São opções desconhecidas e que ficam em pontos estratégicos para quem mora em qualquer região do Estado. Além disso, valem muito a pena, por causa da sua beleza”, frisou Hilquias. 


OS ROTEIROS


1- Parque Estadual 

Forno Grande

  • Local: Estrada rural. Distrito de Forno Grande, Castelo.
  • Atrativos: um centro de visitantes com espaço de exposição  de animais taxidermizados (empalhados). 
  • Tem também uma cachoeira temporária  com água nos meses de verão. 
  • A Quase 1 km do centro de visitação, estão as piscinas naturais formadas  pela água nas fraturas da rocha.
  • Trilha ao mirante natural da Pedra Azul. Do alto de uma encosta se tem uma  vista da Pedra Azul, da Pedra do Lagarto e da Pedra das Flores. 
  • Pico do Forno Grande: Com mais de 2 mil metros de altitude, é considerado o segundo ponto mais alto do Espírito Santo. 

Agendamento

  • As regras de funcionamento   têm como base  o Mapa de Gestão de Risco da Covid-19.
  • Centro de Visitantes: não necessita de agendamento e  o funcionamento é das  8h às 16h.
  • Trilhas:  não é necessário fazer agendamento. O  acesso às trilhas só é permitido até as 14 horas.
  • Escalada ao Pico do Forno Grande: Diariamente, das 6h às 9h. Agendamento por e-mail: [email protected]
Imagem ilustrativa da imagem Roteiros para curtir belezas do Estado
Foto: Acervo Pessoal
 

Cristalina

Para o enfermeiro do trabalho Marcos Aurélio de Brito Carneiro, de 37 anos, conhecer Vale Encantado, em Iúna, foi a realização de um sonho. “Parece que as águas cristalinas, descendo pelas rochas,  vão em direção às nuvens. O Vale Encantado faz jus ao nome: é cheio de encantos”, diz.

2- Parque Estadual Paulo César Vinha 

  • Local: Rodovia do Sol (ES-060),  Km 37,5, Setiba, Guarapari.
  • O Parque  conta com 1.500 hectares de praias, lagoas, dunas, além de  fauna e flora preservadas.
  • Entre os atrativos, estão a Lagoa de Caraís, localizada junto à praia e ao   costão rochoso do parque.
  • Um mirante, onde é possível avistar toda a extensão da Lagoa de Caraís.
  • Trilhas da Restinga, Alagado e Clusia, onde é possível conhecer as espécies do local como aves, veados, tatus, entre outros.

Agendamento

  • As regras de funcionamento variam de acordo com o Mapa de Gestão de Risco da Covid-19.
  • Trilhas: Acesso até as 15h. Não é necessário agendamento.
  • Projeto de acessibilidade Trilha Cidadã: Quinta-feira, das 8h às 17h. Mediante agendamento prévio. Telefone: (27) 3636-2522.

3- Vale Encantado

  • Local:  Iúna, Região Turística do Caparaó.
  • Não é necessário agendamento, mas é importante buscar apoio de guias locais.
  • O vale é formado por diversas corredeiras, cachoeiras e piscinas naturais, que podem ser alcançadas por trilhas.
  • A vegetação do entorno é formada por campos de altitude com  arbustos e, nos afloramentos rochosos, campos rupestres.
  • É próximo do Pico da Bandeira, ponto mais alto do Espírito Santo. Ou seja, o visitante também pode apreciar um outro ponto turístico do Estado.
  • Como chegar: depois de chegar ao camping Tronqueira,  o acesso ao Vale Encantado é por uma trilha de cerca de 400 metros, com  duração aproximada de 10 a 15 minutos.
  • Não é necessário agendamento.

4- O Frade e a Freira 

  • Local: Entre os municípios de  Itapemirim e de Vargem Alta, no Sul do Estado.
  • Com mais de 600 metros de altura e localizada   entre os municípios de Itapemirim e Vargem Alta, o Frade e a Freira é um dos principais monumentos naturais do Estado.
  • O acesso ao ponto turístico fica perto da pousada Chalés do Frade (Km 400 - São Manoel do Frade –Itapemirim). A visita é gratuita, e  não precisa de agendamento.  É possível fazer a maior parte do trajeto de carro. Depois, basta seguir a pé, até chegar ao topo da pedra.  
  • há opções de rapel com empresas especializadas.

5- Cinco Pontões

  • Local: Entre Itaguaçu e Laranja da Terra.  
  • é um maciço rochoso de 1.260 metros de altitude, composto por cinco gigantescas formações rochosas pontiagudas.
  • Além da bela paisagem, o local é ideal para quem gosta de trilhas e caminhadas. 
  • É possível ir até o topo da montanha e fazer rapel, mas é necessário   contratar  uma equipe própria, que existe no local.
  • No local, também há restaurantes e sítios onde o visitante pode apreciar a gastronomia rural.

6- Túnel dos Escravos

  • Local: Matilde, no município de  Alfredo Chaves.
  • O túnel é formado por uma escadaria com 65 degraus de aproximadamente um metro de altura. Eles foram construídos por escravos e, por isso, leva esse nome, para desviar a água do Rio Novo de Matilde da linha férrea.
  • É possível apreciar a bela paisagem e uma  piscina natural que se forma na entrada e no fim do túnel.
  • Também há trilhas em meio à natureza e outros locais para visitar próximo ao túnel, como a Cachoeira de Matilde e   o museu da Estação Ferroviária, que conta com diversos referências turísticas.
  • Não é preciso pagar valor algum, somente no caso de a pessoa decidir pagar para ir em uma excursão ou contratar um guia.

7- Cachoeiras de Santa Leopoldina 

  • Local: Região de Santa Leopoldina.
  • as mais  famosas  cachoeiras do município,   na Região Serrana, são  as de Andorinhas e  Véu de Noiva. 
  • Para chegar à cachoeira Véu de Noiva,  é preciso  seguir pela rodovia Bernardino Monteiro até a Comunidade do Chaves, no km 9. Possui opções de hospedagem e restaurantes. Entrada: R$ 5 por pessoa (até uma hora).
  • O parque de  Andorinhas abre  às 7h, de sexta a domingo, além de feriados. Entrada: R$ 8 por pessoa. Também oferece hospedagem, bar e restaurante. Fica localizada na Estrada Ribeirão dos Pardos, no km 9.

8-  Três Pontões

  • Local: Região de Afonso Cláudio. 
  • Como chegar: Partindo do centro de Afonso Cláudio, são 23 km por estradas não pavimentadas.
  • Em seu topo,  se destacam três pontas. A pedra oferece locais para voo livre, rapel e escalada.  No entorno, podem ser feitas caminhadas guiadas. Grande número de aves   podem ser observadas no local.
  • Há ainda outras opções, como ir ao Museu das Grandes Guerras, que é próximo ao ponto turístico. 
  • Não é necessário fazer agendamento, mas é importante contratar uma equipe de guia para auxiliar nas atividades. 

9- Falésias de Nova Almeida

  • Local: Nova Almeida, na Serra.
  • Ideal para as famílias que buscam sossego, as falésias de Nova Almeida possuem “paredões” de rochas com   20 metros de altura e atrações de lazer para quem gosta de aventuras, como  parapente.        
  • Para chegar é preciso entrar na Rua Holanda, em Nova Almeida,   e seguir  reto até as falésias. Em um determinado ponto da entrada, do lado direito, haverá uma porteira.    
  • A visitação é gratuita.
  •  

10- Vale das Cachoeiras

  • Local: Região de Viana.
  • É um conjunto de mais de 10 cachoeiras, no município de Viana.
  • para chegar ao local, é preciso passar pela cachoeira do Aloísio (entrada: R$ 10 por pessoa) e seguir por uma trilha em  meio a uma mata fechada.
  • Fonte: Especialistas entrevistados.

Turismo na natureza é o mais procurado

Quem deseja conhecer de perto os pontos turísticos   do Estado, mas sem largar mão das medidas de segurança contra a covid-19,  tem  apostado cada vez mais nos roteiros ao ar livre e em contato com a natureza.  

Em alta desde o ano passado, essa é uma tendência que promete continuar aquecendo o setor até o final deste ano, conforme acredita a secretária de Estado do Turismo, Lenise Loureiro. 

“Por causa da melhora da pandemia, a busca por espaços de praia, montanhas, cachoeiras e parques virá ainda mais forte nessa temporada. Gastando menos de 1h30, na maioria dos casos, o turista se desloca do mar até a montanha. Temos esse universo de opções para os turistas, além de bons serviços”, explica a secretária.

Ela aponta ainda que, com o objetivo de atender diferentes públicos, algumas iniciativas diferentes de turismo começaram a despontar em terras capixabas, como os tours de experiências. 

 “Temos cafeterias que mostram o cultivo do café, incentivam as pessoas a colherem, facilitam a degustação, entre outras coisas. Ou seja, estimulam o contato entre o cliente e o produto, e próximo à natureza”, destaca.  

 Além disso, com a chegada do verão de 2021, Lenise afirma que a expectativa é  que os índices pré-pandemia sejam superados. Para isso, no entanto, ainda é preciso aumentar a cobertura vacinal.  

“Estamos precisando avançar um pouco na vacinação, especialmente a terceira dose,  para alcançar o risco muito baixo nas cidades capixabas. Melhorando esse cenário, nós temos uma grande expectativa da chegada de turistas. Já há, inclusive, uma alta procura para a próxima temporada”, observa. 

De acordo com ela, a preparação para receber os viajantes já está sendo feita entre os profissionais do setor, tanto locais quanto de todo o País.   

 “Atualmente, nós estamos investindo muito na  formação de guias turísticos. Também estamos trazendo agências de viagens de outros estados, e todos estão ficando impressionados com a nossa diversidade”, comenta.  

Para as pessoas que pretendem fazer um “mochilão”, uma dica é o site https://descubraoespiritosanto.es.gov.br, onde é possível   consultar as atrações em cada um dos 78 municípios capixabas, além do tipo de turismo que oferecem (gastronômico, religioso, etc). 

Imagem ilustrativa da imagem Roteiros para curtir belezas do Estado
Foto: Kadidja Fernandes/AT
  

“Lugar com visual exuberante”

Apaixonados pelas belezas capixabas,  a administradora Francine Ribeiro Ferreira, de 30 anos, e o programador web Onério Sousa, 32, indicam a cachoeira Véu de Noiva, em Santa Leopoldina, para quem gosta de curtir uma queda d'água.

 “É um lugar com um visual exuberante. Por  ainda ter camping (local para acampar),  com certeza, vou voltar mais vezes”, diz Onério.