X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Regional

Rio Itapemirim transborda e deixa 20 famílias desalojadas em Cachoeiro

Volume de água alcançou marca de 2,70 metros acima do nível normal


A Defesa Civil de Cachoeiro de Itapemirim registrou pontos de transbordo do Rio Itapemirim na tarde deste sábado deste sábado (23) nos distritos de Pacotuba e na região central da cidade. Até o momento, vinte famílias estão desalojadas.

Ainda segundo o órgão municipal, às 13h o volume de água estava na marca de 2,70 metros acima do nível normal, o que deixou o município em alerta. Também foram registrados pontos de alagamento e ocorrências de pessoas desalojadas na cidade e em distritos.

No distrito de Pacotuba, 20 famílias tiveram suas casas invadidas pela água e encontram-se em situação de desabrigo. Para acolher essas pessoas, a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes) deslocou uma equipe ao ginásio do distrito.

"Além disso, o município também acompanha a situação em outras regiões próximas ao rio, como o distrito de Coutinho e pontos do bairro Coronel Borges. A Defesa Civil orienta que a população desses locais fique atenta ao volume do rio, acione o órgão em caso de emergências e busque um local seguro", informou a prefeitura.

O sistema é da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), que captou informações a partir das Estações Hidrológicas já existentes (sistema elétrico), e do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), além das outras três instaladas na bacia do Itapemirim, o que permite monitorar os principais pontos de contribuições do rio.

Veja vídeos de como ficou a situação na região:


-


-


-

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: