X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

"Queria ter ido no lugar dele", desabafa mãe de menino de 4 anos morto em incêndio

| 21/10/2020 16:59 h | Atualizado em 21/10/2020, 17:31

Muito abalada com a perda do filho, a mãe escreveu um texto emocionado falando sobre a tragédia, sobre luto, mas também agradecendo a corrente de solidariedade e esperança
Muito abalada com a perda do filho, a mãe escreveu um texto emocionado falando sobre a tragédia, sobre luto, mas também agradecendo a corrente de solidariedade e esperança |  Foto: Fábio Nunes/ AT

Muito abalada com a perda do filho, a mãe do menino Pablo, de 4 anos, que morreu em um incêndio no apartamento onde a família morava, na Praia do Canto, em Vitória, escreveu um texto emocionado falando sobre a tragédia, sobre luto, mas também agradecendo a corrente de solidariedade e esperança.

"A dor que sinto nesse momento é imensurável", declarou Bruna. Ela acrescenta: "A perda material não significa nada. Daria tudo pra ter meu filho nem que fosse mais um dia comigo. Perder um filho é perder uma parte de mim que nunca mais voltará. Só penso que queria ter ido no lugar dele".

Após a tragédia, um grupo de amigos e comerciantes se uniu para recolher doações de roupas e até de dinheiro para a família, que perdeu tudo com o incêndio, registrado na noite de segunda-feira (19).

"Saber que existem pessoas orando, doando, querendo nos ajudar, traz conforto e esperança de que dias melhores virão! Muito obrigada a todos que estão orando, fazendo uma corrente do bem e doando!", escreveu Bruna.

O menino de 4 anos, Pablo, chegou a ser resgatado ainda com vida do quarto do apartamento. Equipes de socorristas tentaram por mais de duas horas reanimá-lo, mas não conseguiram. Pai, mãe, irmão, de 6 anos, assim como a avó e a babá estavam no imóvel e não tiveram ferimentos.

Também no texto, encaminhado para grupos de Whatsapp que ajudaram com as doações, Bruna ainda reúne forças para aconselhar que as pessoas aproveitem todos os momentos com quem se ama: "Acima de tudo, aproveitem cada segundo com as pessoas que vocês amam, porque a vida é um sopro".

Ela finaliza dizendo que está sofrendo o luto, mas dando a atenção para a família, principalmente para o outro filho. "Não consigo falar muito e nem responder a todos! Estou sofrendo o meu luto e tentando encontrar forças pra seguir, afinal tenho um outro anjo que ainda está aqui! Mais uma vez obrigada, muito obrigada a todos".

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS