Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Quatro regiões de Vitória seguem sem abastecimento de água

Multa pode chegar a mais de R$12 milhões caso o serviço não seja reestabelecido no município

Lydia Lourenço e Marcos Barcelos | 03/03/2022 20:17 h | Atualizado em 04/03/2022, 14:09

Os moradores das regiões Poligonal I, Grande São Pedro, Santo Antônio e Território do Bem de Vitória seguem sem o abastecimento regular de água. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (03), pelo prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini.

Desde o último sábado de Carnaval (26), os moradores estão sem água e a promessa da Cesan, que é a responsável pelo serviço na capital, era de que o serviço seria normalizado na última terça-feira (1º), fato que ainda não aconteceu.

Em entrevista coletiva, concedida nesta quinta, Pazolini cobrou uma solução para o problema que está afetando moradores, unidades de saúde e escolas da capital. Para amenizar a situação, um plano emergencial foi elaborado, mas a medida ainda é insuficiente.

“Nós estamos elaborando um plano de contingência. Estamos com caminhões pipa nas regiões, mas, infelizmente, algum prejuízo pode ocorrer. Estamos trabalhando para garantir a continuidade de todos os serviços da cidade que estão sendo afetados por esse desabastecimento”, afirmou.

Na Quarta-feira de Cinzas, o Procon de Vitória anunciou que iria notificar a Cesan sobre os problemas registrados na capital, além de solicitar a não cobrança dos dias em que os moradores ficaram sem água. A gerente do Procon de Vitória, Denize Izaita, afirmou que a Cesan pode ser multada, com punições financeiras que variam de R$818 a R$12 milhões. 

"Não precisamos de reclamações para que haja uma notificação, mas gostaríamos que as famílias se manifestassem e formalizassem as reclamações. É importante para que o município possa atuar nas áreas com maiores problemas, como no caso desse desabastecimento por parte da concessionária", explicou.

Pazolini afirmou ainda que, além das multas, a Cesan pode receber outras sanções, que podem chegar à rescisão do contrato. “Determinamos a notificação da Agência Reguladora de Serviços Públicos do Espírito Santo (ARSP) e também da concessionária. Isso pode gerar uma multa administrativa,  e até mesmo a rescisão desse contrato, caso a descontinuidade do serviço permaneça", enfatizou.

O cidadão, que se sentir prejudicado pelo desabastecimento de água, pode formalizar as reclamações na Casa do Cidadão, em Maruípe, de 8 às 18 horas, bem como pelo aplicativo do Procon ou por meio do número 156.

O outro lado

De acordo com o diretor de Engenharia e Meio Ambiente da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), Pablo Andreão,  o problema causado na Grande São Pedro foi causado por um problema elétrico, ocorrido devido uma falha no fornecimento de energia pela concessionária. 

Segundo a EDP Escelsa, a falta de água na Capital e em outras três cidades da Grande Vitória foram resultados de uma falha interna em um dos equipamentos que pertencem à Cesan, cujo reparo foi realizado pela própria companhia.

O diretor da Cesan afirma que na Grande São Pedro a situação deverá ser 100% normalizada a partir desta sexta-feira (04), especialmente nas áreas mais baixas, mas que nas áreas mais elevadas pode levar um tempo a mais.

Segundo o diretor, os moradores e comerciantes que tiveram custos adicionais decorrentes da falta de água terão direito a ressarcimento.

“A pessoa poderá acessar uma de nossas lojas físicas ou o site da Cesan, apresentando documentos e comprovando as suas despesas. Nossa equipe irá avaliar cada caso e, entendendo que ela foi lesada, terá direito ao ressarcimento”, explicou. 

Nas outras regiões, Pablo garante que não há registro de desabastecimento, apenas casos pontuais.

Quanto à reunião com o Procon, Pablo afirma que a Cesan está empenhada em normalizar a situação. “Estamos com uma equipe com um plano de emergência e contingência, trabalhando ao mesmo tempo para entender o cenário e tomar as devidas providências”, ressaltou.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS