X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Prédios atingidos por pedra na Gruta da Onça são interditados

| 25/10/2020 12:11 h

Equipe da Defesa Civil de Vitória faz visita aos imóveis atingidos por deslizamento na Gruta da Onça
Equipe da Defesa Civil de Vitória faz visita aos imóveis atingidos por deslizamento na Gruta da Onça |  Foto: Dayana Souza/AT - 25/10/2020

A Defesa Civil Municipal de Vitória esteve na manhã deste domingo (25), na rua Barão de Monjardim, onde dois prédios foram atingidos por uma pedra que se desprendeu e rolou na região na noite de sábado (24). Os dois imóveis que foram atingidos pelo deslizamento foram interditados e sete pessoas tiveram que deixar as residências. 

Em uma das casas atingidas, uma criança, de 6 anos, acabou com parte do corpo coberta de lama e foi resgatada por moradores com vida e levada a um hospital.

O coordenador municipal de Proteção e Defesa Civil, Jonathan Jantorno, explicou que a equipe já iniciou a investigação para descobrir o motivo do deslizamento, que atingiu os fundos dos dois imóveis. 

De acordo com ele, a Defesa Civil Municipal usou um drone para sobrevoar o local em busca de vestígios que ajudem a apontar a causa do deslizamento. 

"Inicialmente, apuramos que não se trata de área de risco. Esses blocos estavam escondidos sobre a vegetação. É uma área de parque, uma região monitorada pela Defesa Civil, mas importante registrar que o alto índice pluviométrico, que caiu na noite de ontem (24) e está previsto para hoje (25), é um volume muito acima do esperado para o mês. Somente ontem tivemos índices de acima de 70 mm. Para hoje, estão previstos mais 70mm, uma média de 140mm em três dias. É muita agua em pouco tempo", informou ele.

O coordenador pede que as pessoas que moram em áreas de risco fiquem atentas a sinais, como a movimentação e queda de árvores, que podem indicar a movimentação do solo antes de um deslizamento. Caso esses sinais sejam percebidos, a orientação é sair de casa e acionar a Defesa Civil. 

Criança fora de risco

Viviane Martins Seara é tia do menino que ficou preso na lama
Viviane Martins Seara é tia do menino que ficou preso na lama |  Foto: Dayana Souza/AT
A assistente administrativo Viviane Martins Seara é tia e madrinha do menino, de 6 anos, que ficou parcialmente soterrado pela lama após a casa em que estava ser atingida pela pedra que se descolou do parque. 

Segundo ela, o menino passou a madrugada no hospital Infantil de Vitória realizado exames e está fora de perigo, apesar dos machucados. 

Viviane explicou que o menino mora com os pais em Jardim Camburi e o prédio atingido pela pedra é o local onde a avó dele mora. Além da criança e da avó, ainda estavam no imóvel a mãe do menino, o pai dele e uma outra criança, de 3 anos. 

"É uma tragédia que está sendo anunciada. Aconteceu num restaurante aqui perto, anos atrás e hoje, aconteceu aqui", afirmou a tia do menino.

O restaurante que ela menciona é o Sol da Terra, que foi atingido por um deslizamento em 2013, após fortes chuvas.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS