Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Plantas com poderes medicinais para ter em casa

Especialistas indicam plantios que podem auxiliar no combate à ansiedade, problema estomacal e no tratamento da pele

Maria Fernanda Conti, do jornal A Tribuna | 01/03/2022 14:47 h | Atualizado em 01/03/2022, 15:17

Imagem ilustrativa da imagem Plantas com poderes medicinais para ter em casa
 

Além de deixarem os ambientes mais bonitos e aconchegantes, muitas plantas possuem poderes medicinais e podem ser exploradas contra diferentes problemas de saúde. 

Para ajudar quem deseja ter alguma delas dentro de casa, o jornal A Tribuna pediu a especialistas indicações de plantas que são fáceis de cultivar e que podem ser transformadas em chás, pomadas e essências, entre outros produtos.    

A médica homeopata Henriqueta Tereza do Sacramento destacou duas opções que são capazes de amenizar a ansiedade e os problemas no estômago: o capim-cidreira e o boldo, respectivamente.

“No Estado, costumamos usar o boldo fresco, mas também é possível consumi-lo em forma de chá. É uma planta de fácil cultivo. Mas ela não deve ser consumida em excesso. Já o  capim-cidreira não possui contraindicações. Ele ajuda a aliviar a tensão do dia a dia”, pontuou.

Pesquisador na área de produtos naturais bioativos, Marcio Fronza indicou  a babosa e a sálvia que, por causa de suas propriedades antimicrobianas, auxiliam no tratamento de  lesões na pele. “Apesar de não ser tão conhecida, a sálvia é uma das plantas medicinais mais benéficas e fáceis de cultivar. A babosa, por sua vez, auxilia no tratamento de queimaduras e ferimentos”, disse. 

Professora de Farmacognosia e Fitoterapia da UVV, Denise Endringer recomendou o uso do alecrim para quem precisa melhorar a resposta anti-inflamatória do corpo, e da ora-pro-nóbis em casos de mau funcionamento do intestino.

Outras plantas sugeridas pela especialista foram o manjericão, que atua contra resfriados e gripe; a camomila, com propriedades ansiolíticas; e a hortelã, cuja ação fortalece os órgãos digestivos.

Ela orientou, porém, que é necessário  saber a quantidade correta de consumo e o modo de preparo de cada planta, para que não surjam  efeitos adversos. 

“Em alguns casos, a utilização de plantas medicinais pode ser perigosa. O ideal é que a pessoa procure um especialista antes de  começar a consumi-las”, destacou Denise Endringer.

Paixão pelo cultivo

Apaixonada pelo cultivo de plantas medicinais desde pequena, a dona de casa Conceição Simonelli, de 88 anos, não abre mão de fazer chás que lhe ajudem a ter uma boa noite de sono, como camomila, cidreira e hortelã.

Segundo a aposentada, que mora no Bairro de Fátima, na Serra, elas possuem propriedades que ainda ajudam no controle da pressão alta.

Já para a cicatrização de feridas, a dona Conceição gosta de usar a arnica.

Contra o estresse

Mila Marques e sua família têm o hábito de usas plantas para fins curativos.
Mila Marques e sua família têm o hábito de usas plantas para fins curativos. |  Foto: Antônio Moreira / AT
 

Diariamente, a terapeuta holística comportamental Mila Marques, de 47 anos, prepara chás de alecrim, camomila e cidreira para diminuir o estresse. Moradora de Santa Martha, em Vitória, ela possui um espaço da casa dedicado apenas para o cultivo das plantas.

Quando sente dores pelo corpo, Mila também recorre às folhas de louro para melhorar. “Desde que me entendo por gente, gosto de utilizar as plantas para cura e tratamento. Minha família inteira usa. Além disso, deixam o ambiente lindo”, diz.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS