Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pescadores planejam distribuir mais duas toneladas de pescado

| 25/08/2021 15:01 h

Depois da doação de mais de duas toneladas de pescados, ontem, na Praça do Papa, em Vitória, o Sindicato dos Pescadores Profissionais, Artesanais, Aquicultores, Marisqueiros e Criadores de Peixe do Estado (Sindpesmes) pretende fazer outra manifestação para chamar a atenção para a situação deles.

Mais de duas mil pessoas ficaram na fila  para receber
 a doação de pescado, na Praça do Papa, em Vitória, de acordo com a estimativa do Sindicato dos Pescadores
Mais de duas mil pessoas ficaram na fila para receber a doação de pescado, na Praça do Papa, em Vitória, de acordo com a estimativa do Sindicato dos Pescadores |  Foto: Leone Iglesias/ AT
No próximo protesto, os pescadores também prometem fazer a doação de duas toneladas de pescado.

Segundo o presidente do sindicato, João Carlos Fonseca, a ação será em favor dos profissionais de diversos segmentos que compõem a cadeia da pesca de camarão da Praia do Suá, em Vitória, que ainda aguardam para serem indenizados após o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, Minas Gerais.

Inicialmente havia sido prometida a doação de uma tonelada de pescado. “Doamos 2.400 quilos de pescado, tínhamos nos programado para doar uma tonelada, mas muitas pessoas vieram em busca das doações. Foram mais de duas mil pessoas atendidas”.

A dona de casa Clemilda Margarida Vidal, 61 anos, foi com os netos na expectativa de conseguir levar os pescados para casa, porém acabou que não obteve êxito. Apesar de não ter conseguido, a dona de casa agradeceu pelos que foram contemplados.

“Não consegui levar um peixinho para casa, mas agradeço pelos que conseguiram. As coisas estão difíceis para todo mundo”, disse.

Manifestação de pescadores vai distribuir mil quilos de peixe
Manifestação de pescadores vai distribuir mil quilos de peixe |  Foto: Kadidja Fernandes/AT
O sindicato participou de uma audiência pública na Assembleia Legislativa para discutir o atraso na indenização dos membros da cadeia de pesca. Informou que este grupo ainda não foi contemplado pela Fundação Renova, entidade criada para organizar a reparação dos danos causados pelo desastre da barragem em 2015.

Por meio de nota, a Fundação Renova informou que iniciou em janeiro de 2020 o atendimento aos pescadores da Enseada do Suá, em Vitória, diretamente impactados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana, Minas Gerais.

Informaram ainda, que até julho deste ano, o valor total pago em indenização aos camaroeiros somou R$ 82,4 milhões para 173 pessoas. E, neste ano, está sendo pago o lucro cessante referente a 2020.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS