Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Perícia investiga se incêndio que matou crianças foi causado por problemas elétricos

| 16/08/2021 18:31 h | Atualizado em 16/08/2021, 18:51

Ícaro e Israel estavam dormindo em quarto quando incêndio começou
Ícaro e Israel estavam dormindo em quarto quando incêndio começou |  Foto: Leone Iglesias/AT e Reprodução

O laudo da perícia que vai apontar a causa do incêndio, que matou duas crianças, no Bairro das Laranjeiras, nesta segunda-feira (16), deve ficar pronto em 20 dias, podendo o prazo ser prorrogado por mais 20 dias. No entanto, uma das hipóteses investigadas é de que o fogo tenha começado por conta de problemas elétricos. 

A tenente Andressa, do Corpo de Bombeiros, informou que, inicialmente, alguns problemas nas instalações, como gato de energia e sobrecarga em tomadas, foram constatados na análise preliminar. 

"O perito, inicialmente, disse que pode ser sim causa elétrica. Tem grande chance de ser alguma causa relacionada à eletricidade por conta das instalações da residência. Não tinha disjuntor", informou ela.

As crianças, identificadas como Ícaro, de 6 anos, e Israel, de 5, dormiam em um quarto, enquanto que a irmã, uma adolescente, de 15 anos, e a avó delas estavam em outro. O fogo ficou restrito ao cômodo onde estavam os meninos. 

A avó e a adolescente ainda tentaram salvar as vítimas, mas não conseguiram chegar até elas. 

"O telhado se rompeu, isso trouxe mais oxigênio e isso aumentou as a altura das chamas. O telhado caiu na cama, onde estavam as crianças. Tinha partes de telhado ali na cama, cobrindo elas. A avó e a adolescente tentaram ir até o quarto, mas não conseguiram. Elas queimaram parte do rosto e do cabelo", explicou a tenente Andressa, do Corpo de Bombeiros.

Além disso, a tenente relata que ainda havia trouxas de roupas pelo quarto das crianças, o que funcionou como material combustível para alimentar as chamas. 

A mãe das crianças não estava no local, no momento do incêndio. Vizinhos relataram que ela havia saído para trabalhar. 

Em nota, a Polícia Civil informou que a mãe das crianças foi encaminhada à Delegacia Regional da Serra, onde foi ouvida e liberada.

"O caso seguirá sob investigação da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra e, para que a apuração não seja prejudicada, outras informações não serão repassadas", disse.

Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória.

A Defesa Civil da Serra realizou vistoria no imóvel, após o incêndio. A prefeitura informou, em nota, que, além dos danos estruturais relevantes, foram constatados destelhamento provocado pelo incêndio, paredes com rachaduras, rede elétrica exposta e muito precária.

"Além da análise estrutural, a equipe foi à residência com a assistência social para realização de diagnóstico. O objetivo é acolher a família", informou a prefeitura.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS