X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Palestra virtual de graça sobre inteligência artificial

| 22/10/2020 13:59 h | Atualizado em 22/10/2020, 14:09

O que faz um cientista de dados? E mais: o que é “inteligência artificial”? Muitos não sabem responder. É tanto que a demanda por profissionais da área está alta em todo o País, mas são poucos os disponíveis no mercado de trabalho.

Para atrair jovens à carreira de cientista de dados, será realizado a partir desta quinta-feira (22) um evento online e gratuito abordando o tema. A Jornada de Introdução à Inteligência Artificial, promovida pela Vale, vai reunir especialistas e estudantes que desenvolvem projetos na área. O evento começa com uma live às 17 horas, e segue no dia 5 de novembro, com um painel online.

“O cientista de dados é um profissional que emprega dados, trata e transforma em informações que agregam valor ao negócio. A ciência de dados pode analisar, por exemplo, dados de compras de milhares de pessoas e descobrir coisas que o ser humano não conseguiria”, explicou o especialista em inteligência artificial, Jodelson Sabino.

Informações coletadas por esse profissional podem ser aplicadas em diversas áreas de negócios, do comércio e indústria à área jurídica e medicina do trabalho. Um advogado pode, por exemplo, analisar milhares de processos em poucos segundos para achar casos semelhantes.

O estudante Jorge Uliana,  21 anos, desenvolve projetos com a tecnologia
O estudante Jorge Uliana, 21 anos, desenvolve projetos com a tecnologia |  Foto: Beto Morais/AT
Tudo isso é possível com a chamada “inteligência artificial”. O termo é utilizado para descrever a capacidade do computador em tomar decisões de forma autônoma, após aprendizado através de padrões e uma quantidade grande de informações em bancos de dados.

Ou seja, um avanço tecnológico em que simula a inteligência humana, mas aprendendo e agindo de forma mais rápida e ampla.

Quem desenvolve projetos com esse tipo de tecnologia é o estudante José Jorge Uliana, 21 anos, aluno de Engenharia de Computação da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

O projeto dele estuda aplicações das redes neurais, sistemas que funcionam como os neurônios do cérebro para reconhecer padrões e correlações em dados.

“O que mais me atrai são as possibilidades futuras e a chance de explorar todas essas capacidades das redes neurais”, salientou Jorge.


O EVENTO


Jornada de Introdução à Inteligência Artificial

  • Inscrição: www.vale.com/jornadaia

Live

  • Hoje, das 17h às 18h30.
  • Profissionais e estudantes vão apresentar trabalhos, falar da experiência na área e responder perguntas.

Masterclass (aula)

  • Dia 5 de novembro, das 14 às 16h.
  • Serão apresentadas as ferramentas de ciência de dados e abordados temas do mercado de trabalho.
Fonte: Vale.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS