X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Orientação é que escolas particulares não reprovem alunos este ano

| 14/10/2020 16:31 h

Poucos alunos optaram por retornar às aulas presenciais na rede estadual. Segundo pesquisa, 25% dos pais disseram que enviariam os filhos.
Poucos alunos optaram por retornar às aulas presenciais na rede estadual. Segundo pesquisa, 25% dos pais disseram que enviariam os filhos. |  Foto: Beto Morais/AT
O cenário desafiador para a educação trazido pela pandemia do novo coronavírus deve provocar mudanças na progressão de estudantes para o próximo ano letivo.

O vice-presidente do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado (Sinepe-ES), Eduardo Gomes, afirmou que a orientação para as escolas da rede é que se evite reprovações este ano para aqueles alunos que estão participando do ensino remoto.

A orientação segue a linha do que recomenda o Conselho Nacional de Educação (CNE).

Eduardo Costa disse que o foco 
não é a questão da aprovação, mas sim, a garantia de aprendizado
Eduardo Costa disse que o foco não é a questão da aprovação, mas sim, a garantia de aprendizado |  Foto: Leone Iglesias - 11/10/2018
“Para aquele estudante que tentou participar das atividades, mesmo com dificuldades de acesso por estarem fora do Estado ou no interior, por exemplo, a orientação é que ele passe para o próximo ano. As escolas devem agora diferenciar aqueles que intencionalmente não participaram”.

O vice-presidente explicou que a ideia é que escolas reorganizem o conteúdo pedagógico, com estratégias diferentes para aqueles alunos com dificuldades de aprendizado neste período.

O CNE ainda aprovou na resolução a possibilidade de unificar os anos letivos de 2020 e 2021, o que já foi anunciado pelo governo do Estado. Na rede particular, Eduardo Gomes frisou que isso é estudado por cada instituição.
 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS