X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Ônibus nas ruas: motoristas e empresários fecham acordo

| 04/12/2019 18:07 h | Atualizado em 05/12/2019, 10:03

Audiência de conciliação foi realizada na tarde desta quarta-feira
Audiência de conciliação foi realizada na tarde desta quarta-feira |  Foto: Rafael Gomes

Chegou ao fim o "estado de greve" dos motoristas e cobradores de ônibus do Estado. A categoria entrou em acordo com os empresários, sob mediação do Ministério Público do Trabalho, em audiência de conciliação realizada na tarde desta quarta-feira (04).

Pela proposta, apresentada pela Justiça, os trabalhadores terão um aumento salarial de 3,04% mais R$ 1 a mais nos tíquetes-alimentação. A proposta foi aceita pela categoria em duas assembleias realizadas hoje.

Na segunda votação, no entanto, um grupo - insatisfeito com o resultado - protestou, alegando ter maioria para rejeitar a proposta e aprovar a greve (saiba mais aqui).

Com o fim do 'estado de greve', os ônibus continuam circulando normalmente sem a possibilidade de paralisação.

“Apesar de o acordo firmado na tarde desta quarta-feita com o Sindirodoviários ter ficado acima do que as empresas estavam oferecendo, os empresários entenderam o momento e se convergiram num grande esforço e atenderam os apelos feitos pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT-ES) e pelo Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo (MPT-ES). Assim, resolveram conceder o reajuste proposto pela presidente do TRT-ES, a desembargadora Ana Paula Tauceda Branco, de 3,04%. Esforço este que teve como finalidade evitar transtornos à população”, disse a GVBus em nota.

A nota dos empresários considerou ainda ser "madura" a decisão de evitar a greve e destacou que o desfecho "foi positivo para todos". "Além disso, consideramos madura a decisão do Sindirodoviários, que também aceitou o que foi proposto pela justiça. Esperamos que em próximas negociações consigamos nos entender de forma direta. Com certeza os maiores beneficiados por isso são os nossos clientes, que dependem dos ônibus para ir e vir", finaliza a nota.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS