X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Novos rótulos vão ajudar a escolher melhor os alimentos

Tabela com informações nutricionais será modificada para que consumidor entenda detalhes dos produtos com mais clareza

Eduardo Maia, do Jornal A Tribuna | 30/07/2022 16:03 h

A nutricionista Drielly Kirmse acredita que as empresas  deverão melhorar seus produtos após mudança
A nutricionista Drielly Kirmse acredita que as empresas deverão melhorar seus produtos após mudança |  Foto: Douglas Schneider/AT

As embalagens de alimentos fabricados no Brasil vão trazer novidades a partir de outubro.  A tabela com informações nutricionais, geralmente encontrada na parte de trás das embalagens, será modificada para que o consumidor  entenda  detalhes dos produtos  com mais clareza. 

Além disso, outra mudança considerável será a inclusão de rótulos na parte frontal dos produtos, que informarão ao consumidor a presença elevada de elementos como sódio ou açúcar. As alterações foram aprovadas ainda em 2020 pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Uma das maiores mudanças na tabela será a inclusão da informação do número de açúcares totais no alimento e os açúcares adicionados. 

Haverá ainda alteração no tamanho  das letras da tabela, que será aumentado; além da formatação, que passará a contar com texto preto em cima de fundo branco, para que a leitura do conteúdo seja facilitada.

Lupa

Segundo a Anvisa, outra grande novidade será a mudança trazida na parte frontal das embalagens. A ideia é esclarecer ao consumidor se o produto traz altas quantidades de determinado nutriente em sua composição. 

Para isso, será utilizado um símbolo de lupa, que irá indicar se o produto contém alto índice de gordura trans ou sódio, por exemplo.

A nutricionista Drielly Kirmse acredita que, além da mudança de comportamento dos consumidores, as empresas também deverão melhorar seus produtos. 

“É possível que a partir de agora a qualidade dos produtos melhore, já que as pessoas terão mais noção do que está sendo consumido”, contou.

Ainda segundo Drielly, as pessoas terão mais discernimento na hora de escolher um alimento. 

“O consumidor terá mais acesso à informação e isso ajudará a escolher produtos mais saudáveis”, comemorou.

Já a nutricionista Gabriela Rebello chama atenção, principalmente, para as mudanças na parte da frente das embalagens. 

“A lupa que será posicionada na frente servirá para chamar atenção instantânea do consumidor. Ele terá total noção a respeito da quantidade de concentração dos nutrientes”, pontuou.

FIQUE POR DENTRO

  • Como irá funcionar?

- As novas regras entram em vigor a partir do dia 9 de outubro de 2022.

- Produtos lançados a partir de 9/10 já precisarão estar adequados às novas normas.

- A tabela nutricional  será aprimorada e trará  mais detalhes.

- Será adotada a rotulagem frontal nas embalagens, com informações nutricionais na frente dos produtos.

- Quantidades de Açúcares totais e adicionados serão  detalhados na tabela.

  • Prazos máximos para mudanças

- Até 9/10/2023 para alimentos em geral.

- Até 9/10/2024 para alimentos fabricados por agricultor familiar ou empreendedor familiar rural, empreendimento econômico solidário, microempreendedor individual, agroindústria de pequeno porte, agroindústria artesanal e  alimentos produzidos de forma artesanal.

- Até 9/10/2025 para bebidas não alcoólicas em embalagens retornáveis.

  • Localização

- A Tabela nutricional deverá estar localizada próxima à lista de ingredientes e em superfície contínua, ou seja, as informações não podem ser cortadas na embalagem.

Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS