Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Novo bosque das cerejeiras atrai turistas em Alfredo Chaves

| 06/08/2021 17:56 h | Atualizado em 06/08/2021, 18:09

Kayan Luiz e Rafaela aproveitaram o cenário da floresta rosa para fotos
Kayan Luiz e Rafaela aproveitaram o cenário da floresta rosa para fotos |  Foto: Eliana Botan / Divulgação
Na Região Serrana do Estado, um novo bosque das cerejeiras chama a atenção de visitantes. Em Alfredo Chaves, na localidade de Redentor, distrito de São Bento de Urânia, as 320 árvores plantadas há oito anos pelo mestre Lee Chung Deh, virou sucesso como cenário para fotos.

O massoterapeuta Kayan Luiz Lachini Rosa e a namorada, a personal trainer Rafaela Linhares Piazola, ambos de 25 anos, são de Cachoeiro de Itapemirim, e estavam a caminho de Alfredo Chaves, quando avistaram de longe a floresta rosa, e pararam para garantir algumas fotos.

“Visitamos pela primeira vez e ficamos maravilhados. Acho que todo mundo já ouviu a música de Roberto Carlos que diz: ‘Além do horizonte deve ter algum lugar bonito para viver em paz’. Esse lugar existe e fica em Redentor”, elogiou Kayan.

“Tem o clima agradável da Região Serrana, incontáveis cerejeiras, centenas de pássaros cantando, um lindo lago e um silêncio que te sintoniza de forma integral com o ambiente e a natureza”, completou.

O massoterapeuta contou que são diversos cenários para fotos e ficou tão encantado que mal conseguiu conhecer todos.

“O sítio é mais amplo. Visitamos sete cenários para fotos, e é cada um mais lindo que o outro. Infelizmente, não conhecemos todo o espaço, mas no ano que vem, é certeza que vamos novamente. O local é encantador”, disse.

“Vale muito a pena conhecer e, assim como eu, saber que existe um paraíso na terra”, acrescentou.
As cerejeiras ficam no Sítio Monte Rá e pertence à família do mestre Lee Chung.

A filha do mestre, Maggie Lee, conta que o pai plantou as árvores em 2013 e, desde então, elas começaram a florir nessa época do ano. Neste ano, em especial, parece ter florido mais, segundo ela.

“Vimos nos anos anteriores uma floração diferente, um pouco menor. Este ano, parece ter sido maior mesmo, e isso atraiu muitos visitantes. As pessoas vão publicando as fotos e, realmente, vai ficando conhecido”, explicou Maggie. No sítio, não é cobrado valor de entrada para conhecer o local.

Outro bosque já conhecido no Estado é o de Pedra Azul, na Rota do Lagarto. Custa R$ 10 a entrada.


“É encantador”

Hilquias Darcley, 40, de Vila Velha, criador da página Capixaba da Gema
Hilquias Darcley, 40, de Vila Velha, criador da página Capixaba da Gema |  Foto: Acervo Pessoal
Hilquias Darcley, 40, de Vila Velha, criador da página Capixaba da Gema, conheceu o bosque das cerejeiras e ficou encantado.

“Esse lugar é incrível, diferente. São muitos pés de cerejeiras distribuídas no sítio. Tem um lago verde que é encantador. O local merece ser visitado. Fui no finalzinho da floração, mas não vou deixar de visitar no ano que vem, para fazer fotos. Vou logo no início da temporada”, declarou Hilquias.


Florada acontece uma vez por ano abaixo de 6ºC

As cerejeiras são japonesas, florescem uma vez por ano – sempre entre o fim do mês de julho e o início de agosto – e mostram toda a sua beleza através das milhares de flores que abrem nesse período.

O técnico do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) Alciro Lamã Lazzarini explica que essa florada acontece no período de dormência da planta e no frio.

As plantas precisam de uma temperatura abaixo de 6ºC para abrirem como é visto no interior de Alfredo Chaves e em Pedra Azul, Domingos Martins.

“Ela entra em dormência e os galhos ficam como se estivessem mortos, sem folhas. É nesse período que as folhas se abrem e armazenam energia para dar frutos. Quando as flores caem, elas superaram a dormência e os frutos começam a nascer”, explica Alciro Lazzarini.

É possível plantar a cerejeira japonesa em climas tropicais, mas o técnico do Incaper ressalta que esse tipo de planta necessita do frio para florir.

Cultivada em lugares mais quentes, as árvores vão se desenvolver normalmente, mas não terão as flores acentuadas.

Por ser uma planta de clima temperado, o plantio da cerejeira no Brasil não florescerá normalmente em lugares em que é quente o ano inteiro.

A sugestão é que o plantio seja feito em cidades altas, que possuem invernos mais frios.

O plantio pode ser feito facilmente através de sementes ou mudas prontas.

É necessário preparar o solo de forma que obtenha uma boa drenabilidade e também riqueza de nutrientes.


SERVIÇO


Sítio Monte Rá

  • Localização: Redentor, a 6 km de São Bento de Urânia, em Alfredo Chaves. Contato: @sitio_monte_ra (Instagram). Aberto para visitação todos os dias, das 9h às 17h. Entrada gratuita.

Bosque em Pedra Azul

  • Localização: Rota do Lagarto, próximo à sede do Parque de Pedra Azul, em Domingos Martins. Aberto para visitação de terça a domingo, das 8h às 16h30. Valor: R$ 10 por pessoa.
Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS