X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Naufrágio de barco deixa 4 desaparecidos na costa brasileira

Dos tripulantes que estavam no barco, quatro foram resgatados com vida e em bom estado de saúde

José Matheus Santos, Da agência Folhapress | 22/06/2022 19:14 h

A embarcação é denominada Thaís e costumava atracar no Porto do Recife a cada duas semanas para embarcar suprimentos para Fernando de Noronha.
A embarcação é denominada Thaís e costumava atracar no Porto do Recife a cada duas semanas para embarcar suprimentos para Fernando de Noronha. |  Foto: Reprodução/Whatsapp.
 

Uma embarcação de carga naufragou nesta quarta-feira (22) na costa brasileira enquanto se dirigia do Recife para o arquipélago de Fernando de Noronha. Quatro pessoas estão desaparecidas.

Operado pela empresa Jaqueline Segundo, o barco saiu do Porto do Recife às 14h20 desta terça-feira (21) com destino a Noronha levando cem toneladas de materiais diversos.

Segundo o Porto do Recife, o desaparecimento ocorreu por volta das 4h30 da madrugada desta quarta-feira, quando a tripulação perdeu contato com o continente. A previsão era de que a chegada ao arquipélago acontecesse às 6h da quinta.

Dos tripulantes que estavam no barco, quatro foram resgatados com vida e em bom estado de saúde e os outros quatro continuam desaparecidos, conforme a Capitania dos Portos declarou no fim da tarde desta quarta.

A embarcação é denominada Thaís e costumava atracar no Porto do Recife a cada duas semanas para embarcar suprimentos para Fernando de Noronha.

Dois navios da Marinha atuam nas buscas pela embarcação próximo à costa do município de Cabedelo, na Paraíba, onde chovia na tarde desta quarta. Uma aeronave da Força Aérea Brasileira também auxilia.

De acordo com o agente da embarcação, a manutenção estava em dia e a carga não excedia o limite permitido.

A reportagem entrou em contato com a Capitania dos Portos, mas não recebeu resposta até a publicação deste texto. 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS