Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Motorista que só atende mulher faz de flagra em motel a despacho de macumba

O dinheiro que ela tem ganhado nessa área tem sido maior do que o que recebia enquanto fazia laços de fita e fantasias para meninas

Agência Folhapress | 02/03/2022 21:50 h

Quando percebeu que o retorno financeiro de seu trabalho como artesã caía vertiginosamente por causa da pandemia, Elizandra Regina de Cândido, 47, viu na possibilidade de se tornar motorista particular um grande negócio. Porém, seu ramo de atuação tem algumas peculiaridades: apenas mulheres podem entrar em seu carro, e os serviços disponibilizados por ela vão de transporte para despacho de macumba a flagra de maridos infiéis em motéis.

Desde maio de 2021 que Elizandra é motorista na região de São Vicente, no litoral paulista, local onde mora. O dinheiro que ela tem ganhado nessa área tem sido maior do que o que recebia enquanto fazia laços de fita e fantasias para meninas. E, bem rapidamente, conseguiu ter a confiança de muita gente.

"Eu sou muito famosa na minha cidade, pois como artesã eu sempre era convidada para ser jurada de desfiles de moda e até para sair em desfiles de escolas de samba. Mas como motorista eu fui além. Muitas mães deixam suas filhas entrarem no meu carro por confiarem em mim", diz ela em entrevista ao F5.

Mas foi só no último sábado (26) que pessoas de fora do município tomaram conhecimento do trabalho de Elizandra. Ela resolveu fazer uma postagem inusitada nas redes sociais. Nela, dizia que poderia levar mulheres para baladas, idosas no médico e também ao motel quem estivesse desconfiada de que o marido a estivesse traindo. "Quer esperar o marido na frente do motel? Te levo e ainda espero o bonito sair", diz trecho da postagem. Foram milhares de compartilhamentos no Facebook.

Essa situação não é novidade para a motorista que tirou de um acontecimento real a inspiração para a postagem. Uma amiga pediu a ela que a ajudasse a fazer o flagra. Depois de calcular o valor da corrida, Elizandra auxiliou a moça a ver seu cônjuge saindo do estabelecimento com outra mulher.

"Na porta do motel, conversei muito com ela, pois eu também já fui traída. Mas quando o homem saiu, ela só chorava e não conseguiu descer do carro", conta Elizandra, que emenda sobre a vez em que ajudou a fazer um despacho de macumba.

"Uma vizinha pediu esse serviço. Topei. Quando vi tinha de bicho morto a farofa dento do carro. Mas até ajudei a tirar tudo e ficou uma situação engraçada. Ela ainda me deu um dinheiro a mais para eu lavar o banco", relembra.

No mais, Elizandra ajuda senhoras a irem ao médico, busca exames para quem está impossibilitada de ir pegar, faz compras, transporta crianças até suas famílias e leva jovens até festas e vai buscá-las depois. "Notei que muitas mulheres têm medo de se deparar com homens como motoristas e assim, de boca em boca, fui crescendo e virando a primeira opção", afirma ela que diz não ter vínculo com nenhuma empresa por aplicativo.

Agora, após viralizar com a postagem, o maior sonho de Elizandra é ganhar cada vez mais clientes, juntar o quanto puder em dinheiro e trocar seu carro do ano 2011. "Ainda não mudei de vida, mas estou em busca disso", diz.

Com a repercussão, até mesmo os preteridos homens querem fazer corridas com ela. "Um rapaz me ligou e queria fazer viagens, mas mesmo dizendo que era casado eu não aceito. Eles me procuram pelo WhatsApp e dou a mesma resposta. Eu só sirvo às mulheres", conclui.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS