X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Morre fundador de padaria tradicional de Vitória

| 18/06/2020 21:12 h | Atualizado em 19/06/2020, 08:20

O fundador de uma das mais tradicionais padarias de Vitória, a Expressa, morreu na noite desta quinta-feira (18). Armando Bortoluzzi tinha 87 anos de idade e estava internado no Hospital Santa Rita, na Capital. A suspeita é que ele tenha morrido em decorrência da Covid-19, doença causada pelo coronavírus. 

Há duas lojas da Expressa na Capital: uma na Rua Graciano Neves, no Centro da cidade; e outra localizada na Rua Aleixo Neto, na Praia do Canto. 

O comerciante Armando Bortoluzzi morreu aos 87 anos na noite desta quinta-feira (18).
O comerciante Armando Bortoluzzi morreu aos 87 anos na noite desta quinta-feira (18). |  Foto: Acervo da família

Segundo Eugênio Bortoluzzi, filho de Armando, o pai estava internado há mais de uma semana. "Há a suspeita de Covid-19. Na realidade, ele teve todos os sintomas de coronavírus. Além disso, ele tinha enfisema pulmonar", contou. 

Ainda de acordo com Eugênio, a mãe, Zelinda, 84 anos, também está internada com suspeitas de coronavírus. "Ela está no Hospital Praia da Costa e está fazendo exames de Covid-19", disse.

Como existe a suspeita de que Armando faleceu por conta do coronavírus, não haverá velório. Ainda não há informações sobre o enterro, mas ele acontecerá no cemitério Jardim da Paz, na Serra. 

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS