X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Médicos descartam que menino de 2 anos foi intoxicado por planta venenosa

Criança segue em tratamento, mas hipótese inicial foi descartada por exames

Clóvis Rangel / De Paula Comunicação | 26/07/2022 17:56 h

O Hospital Infantil Francisco de Assis (Hifa) de Cachoeiro de Itapemirim, Sul do Estado, divulgou nesta terça-feira (26) que descarta a possibilidade de envenenamento após ingerir a planta chamada “comigo-ninguém-pode” sobre o caso do menino de dois anos que deu entrada na UTI da unidade no dia 19 deste mês. 

Segundo informações enviadas à reportagem, após exames e avaliações médicas, constatou-se que a criança teve o diagnóstico de pneumonia, estado de mal epiléptico (várias crises convulsivas) e atelectasia (colapso do tecido pulmonar com perda de volume), descartando a hipótese inicial de ter sido intoxicado pela planta.

Ainda de acordo com o Hifa, o garoto deixou a UTI no sábado, dia 23, e foi transferido para a enfermaria, onde segue em tratamento.

A hipótese de envenenamento após ingerir a planta comigo-ninguém-pode foi divulgada na época pelo Conselho Tutelar do município, que revelou também que estaria acompanhado o caso de perto. A informação foi de Lílian Debona, conselheira que estava de plantão quando uma denúncia anônima foi feita.

Segundo ela, a pessoa que denunciou o fato disse que a criança estava internada após intoxicação provocada pela planta. "Com essa informação, procuramos a equipe de assistência social do Hifa e o fato foi confirmado. Tomamos ciência e neste momento a prioridade é a recuperação da criança", disse ela.  

Demandado pela reportagem, o Conselho Tutelar afirmou que já tomou conhecimento do laudo do Hifa e que continuará acompanhando o estado de saúde da criança.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS