X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Assine A Tribuna
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Cidades

Médico capixaba que infartou no RS está internado em hospital referência na Serra

Transferência foi realizada após Walter José Roberte Borges chegar ao Estado em um voo da Força Aérea Brasileira


Imagem ilustrativa da imagem Médico capixaba que infartou no RS está internado em hospital referência na Serra
Walter chegou ao Espírito Santo em um voo da Força Aérea Brasileira (FAB), que decolou do Rio Grande do Sul no final da manhã |  Foto: Reprodução/TV Tribuna/SBT e Arquivo Pessoal

Foi concluída, na tarde desta quarta-feira (29), a transferência do médico capixaba Walter José Roberte Borges, que estava hospitalizado no Rio Grande do Sul após sofrer um infarto enquanto atuava como voluntário no estado gaúcho. O anestesista, agora, está internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Jayme Santos Neves, na Serra.

Walter chegou ao Espírito Santo em um voo da Força Aérea Brasileira (FAB), que decolou do Rio Grande do Sul no final da manhã. No mesmo voo, estavam também a esposa e a sogra do médico, que estavam com ele no estado gaúcho.

O médico deixou a aeronave e foi levado para o hospital através de uma UTI móvel. Walter está em estado vegetativo e respira por aparelhos. Com a transferência para um hospital que é referência em neurologia, a família se diz mais confiante na recuperação.

"Graças a Deus foi um voo tranquilo, ele veio, na medida do possível, bem. Agora, com a família estando junto aqui, a gente espera poder prosseguir melhor com o tratamento e ter boas notícias", contou um familiar do médico entrevistado no hospital pela reportagem da TV Tribuna/SBT.

O Tribuna Notícias também procurou a sogra de Walter, que não quis dar entrevista. No entanto, ao repórter Matheus Souza, ela se disse aliviada por estar de volta ao Estado natal. "É como sair de um pesadelo. Pegamos muito frio, muita chuva. É um alívio trazê-lo para um hospital que vai poder realizar todos os exames necessários. Só temos a agradecer a todo mundo que nos apoiou, incluindo o governo e a mídia". 

ENTENDA

O médico anestesista, natural de Linhares, no Norte do Estado, mora em Vila Velha há, pelo menos, 8 anos, e viajou com um grupo de médicos devido ao aumento da demanda por profissionais da saúde provocado pelas inundações no estado gaúcho.

No último dia 20 de maio, Walter saiu no meio de uma cirurgia e foi encontrado desacordado em um banheiro do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas, onde fazia o procedimento. Ele ficou sem oxigênio por oito minutos.

Desde então, o médico está internado em coma, na Unidade de Terapia Intensiva em um hospital de Pelotas.

O anestesista trabalhava em plantões de 48 a 72h na cidade. Depois que realizava o trabalho no hospital, Walter também atuava como voluntário ajudando pessoas vítimas da enchente.

MATÉRIAS RELACIONADAS:

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: