X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Interdição de ruas para impedir bloco clandestino

| 05/02/2020 14:55 h

Pré-Carnaval não autorizado reuniu mais de 10 mil pessoas, na Praia do Canto, e terminou em brigas e prisões
Pré-Carnaval não autorizado reuniu mais de 10 mil pessoas, na Praia do Canto, e terminou em brigas e prisões |  Foto: Reprodução / Redes Sociais

Três ruas da Praia do Canto serão interditadas no próximo sábado para impedir a realização de um bloco clandestino marcado para acontecer na região do Triângulo das Bermudas, em Vitória.

No último sábado, a região foi palco de uma festa pré-Carnaval que reuniu 10 mil pessoas e terminou em pancadaria, prisões e apreensão de drogas e arma.

O convite para o novo evento, chamado Bloco da Laranjada, já circula nas redes sociais. A festa não tem autorização da Prefeitura de Vitória.

A interdição vai acontecer nas ruas Viva, Selimo Vieira Gomes e Manoel Gonçalves Carneiro, nas intermediações do supermercado São José, onde ocorreu a concentração de pessoas na semana passada.

A partir das 12 horas de sábado, vendedores ambulantes e veículos estarão proibidos de circular pela região, de acordo com o secretário de Segurança Urbana de Vitória, Fronzio Calheira. As vias só serão liberadas quando a equipe de fiscalização achar necessário.

“Somente comerciantes e moradores poderão acessar as ruas, mas para isso terão de comprovar que trabalham ou moram na região. Essa interdição vai permitir o controle dos ambulantes e dos carros que levam caixa de som, o que favorece a desordem”, afirmou.

Guardas municipais vão contar com o apoio da Polícia Militar e estarão distribuídos na entrada das ruas para fazer o bloqueio. A circulação de pessoas, no entanto, não será proibida.

“Não podemos coibir a reunião de pessoas. É um direito constitucional: o direito de ir e vir. Nossa estratégia é para minimizar o transtorno, inviabilizando o evento ao retirar som e bebida”, ressaltou Calheira.

O efetivo da Guarda Municipal e da Polícia Militar também será reforçado, mas o secretário não revelou o número.

“Vamos precisar dividir o efetivo, pois nesse mesmo dia teremos dois blocos autorizados (um em Jardim da Penha e outro na Gurigica). A nossa orientação é para que as pessoas frequentem apenas os blocos autorizados, pois o outro (da Praia do Canto) é um ambiente perigoso”, alertou Calheira.

A prefeitura também pediu apoio do Conselho Tutelar para identificar o consumo de bebida alcoólica por menores de idade. O Procon também estará presente para fazer esse tipo de fiscalização com o comércio da região.

Pedido por Tropa Especial da PM

Armando Fontoura: “Se o evento não é autorizado, queremos que seja garantida a não realização dele”
Armando Fontoura: “Se o evento não é autorizado, queremos que seja garantida a não realização dele” |  Foto: Leone Iglesias / AT
Moradores e donos de bares da Praia do Canto querem a presença da tropa especial da Polícia Militar na região do Triângulo das Bermudas. O objetivo é impedir a realização do bloco clandestino marcado para o próximo sábado e garantir a segurança na região.

Para conseguir o policiamento ostensivo, um ofício foi protocolado ontem na Secretaria de Segurança Pública (Sesp) pedindo a presença da Companhia Independente de Missões Especiais (Cimesp), o antigo BME.

Com a presença da polícia, os comerciantes esperam abrir seus estabelecimentos normalmente no próximo sábado. No evento da semana passada, eles fecharam as portas para evitar tumulto e vandalismo, o que causou prejuízo.

“Como o movimento virtual (convocando o evento) ainda não foi paralisado, vamos agir de forma preventiva. Para evitar que o problema se repita, achamos prudente nos antecipar e solicitar o apoio das instituições competentes”, afirmou o presidente do Sindicato dos Bares e Restaurantes (Sindbares), Rodrigo Vervloet.

Para o representante do Movimento Praia do Canto Merece Mais, Armando Fontoura, essa será a forma mais efetiva para prevenir o problema. “A delinquência do último final de semana é prova disso. A omissão deixou o bairro sitiado, e novas omissões não serão toleradas. Se o evento não é autorizado, queremos que seja garantida a não realização dele”, afirmou.


Entenda o caso


Bloco clandestino

  • Uma festa chamada Bloco da Laranjada está marcada para acontecer no próximo sábado, a partir das 14h, no Triângulo das Bermudas, na Praia do Canto.
  • O evento não tem autorização da Prefeitura de Vitória. A orientação da prefeitura é para que as pessoas não participem do evento, considerado “ambiente perigoso” pela Secretaria de Segurança Urbana.
  • No último sábado, a região foi palco de uma festa pré-Carnaval que reuniu 10 mil pessoas e terminou em pancadaria, prisões e apreensão de drogas e arma.

Interdição

  • Três ruas da Praia do Canto serão interditadas a partir das 12h: Viva, Selimo Vieira Gomes e Manoel Gonçalves Carneiro.
  • As vias só serão liberadas quando a equipe de fiscalização achar necessário.
  • Veículos e vendedores ambulantes estarão proibidos de circular pela região. Somente comerciantes e moradores poderão acessar as ruas, mas terão de comprovar que trabalham ou moram na região.
  • A Guarda Municipal e a Polícia Militar vão atuar nos bloqueios.
  • Foto: Prefeitura de Vitória e pesquisa AT.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS