X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Influenciador japonês cria polêmica após visitar favela carioca

| 07/02/2020 19:28 h | Atualizado em 07/02/2020, 19:38

O influenciador digital e youtuber japonês Ryosuke Watanabe, de 30 anos, criou polêmica após visitar o morro do Vidigal, na Zona Sul do Rio. Além de ir à favela, ele posou para fotos segurando uma arma, que seria de traficantes, e ainda tirou fotos ao lado de um criminoso.

Ryosuke Watanabe posa com criminoso no Vidigal
Ryosuke Watanabe posa com criminoso no Vidigal |  Foto: Reprodução de vídeo
Seguindo um projeto que divulga em suas redes chamado de “Bucket list”, que significa uma lista de atividades que ele gostaria de realizar antes de morrer, Ryosuke disse que, apesar de sentir medo, sua intenção era mostrar aos seguidores japoneses como é a realidade em uma comunidade no Brasil.

“Eu estava com medo de entrar naquela área, mas eu queria conhecer a realidade. As notícias que recebemos diariamente podem ser verdadeiras ou não. E os japoneses enxergam a paz como uma coisa garantida. Foi por isso que eu quis falar para eles como é uma favela de verdade no Brasil”, afirmou.

Ryosuke revelou que já tinha conhecimento sobre os riscos em algumas regiões do Rio, mas quis demonstrar que estava acostumado, por ter visitado países na América Central e “lugares perigosos” na Ásia.

“Eu quis mostrar a obscuridade do mundo que não é reportada como verdade. A experiência mais surpreendente foi que há tantas facções, e facções armadas, e eles (criminosos) não largam os radiocomunicadores. Talvez eles sempre verifiquem as pessoas, incluindo a polícia”.

Imagens

As imagens polêmicas no Vidigal foram registradas em dezembro de 2019. A pistola é entregue por um homem que teve o rosto borrado. O youtuber aponta a arma para a própria cabeça e arranha o português para pedir uma foto com o grupo, que a princípio nega. Por fim, ele consegue fazer um registro sorrindo ao lado de um deles. É possível ouvir até mesmo trechos da comunicação via rádio feita entre os traficantes.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS