Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Golfinho é resgatado morto na baía de Vitória

Animal foi encontrado por um grupo de remadores na manhã deste domingo (06)

Úrsula Ribeiro | 06/02/2022 16:32 h | Atualizado em 06/02/2022, 17:40

Golfinho é resgatado morto na baía de Vitória
Golfinho é resgatado morto na baía de Vitória |  Foto: Divulgação Projeto Pegada
 

Uma cena triste chamou a atenção na manhã deste domingo (06), na baía de Vitória. Um golfinho foi resgatado morto por um grupo de voluntários do Projeto  Pegada, após o animal ter sido encontrado já sem vida por um grupo de remadores. 

Comum no Estado, o boto-cinza, como é conhecido, é da espécie Sotalia. De acordo com o  biólogo e mestrando em Biologia Animal pela UFES, Daniel Gosser Motta, o golfinho, popularmente conhecido, cresce, se reproduz e reside nas regiões costeiras do Espírito Santo. 

Um dos participantes do resgate nesta manhã, o empresário e fundador do Projeto Pegada, Rafael Braga Vieira, contou que o golfinho apresentava sinais de estar saudável, descartando uma possível morte natural. Segundo Rafael, o animal foi resgatado e levado ao instituto ORCA para investigar as causas da morte.

“Quando recebemos a informação, nós voluntários do projeto, logo nos mobilizamos e entramos em contato com os órgãos competentes, para fazer o resgate. Quando capturamos o animal da água, percebemos que ele apresentava ser um animal  saudável, o que pode indicar que ele possa ter morrido após ter ficado preso em alguma rede de pesca. Porém, só vamos ter certeza quando o laudo da causa da morte ficar pronto, frisou Rafael. 

Já o biólogo explicou que, a morte do animal pode sim,  ter sido por causas naturais, ou por redes de pescas, lixo plástico e embarcações. Segundo ele, essas são as principais causas das mortes desses animais marinhos.

 

Golfinho é resgatado morto na baía de Vitória Divulgação
 
Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS