Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Fiscais investigam golpe da mortadela no Mercado Municipal de São Paulo

Procon verifica denúncias de que o principal ingrediente do famoso sanduíche paulistano é vendido de marca diferente da anunciada

Agência Folhapress | 17/02/2022 17:06 h

Fiscais investigam golpe da mortadela no Mercado Municipal de São Paulo
Fiscais investigam golpe da mortadela no Mercado Municipal de São Paulo |  Foto: Reprodução/Redes Sociais
 

Depois do golpe da fruta, comerciantes do Mercado Municipal Paulistano são acusados de aplicar o golpe da mortadela.

Fiscais do Procon foram acionados há cerca de um mês para verificar denúncias de que o principal ingrediente do famoso sanduíche paulistano é vendido de marca diferente da anunciada na frente dos estabelecimentos.

"Os donos de estabelecimentos não comprovaram a compra da mortadela da marca anunciada e também não mostraram nenhuma peça fechada no estoque", diz o diretor-geral do Procon, Fernando Capez.

Em operação nesta quarta-feira (16), fiscais do Procon autuaram ao menos duas barracas de frutas ao constatar irregularidades.

Uma delas efetua vendas sem emitir nota fiscal. Outro estabelecimento foi multado por manter a balança escondida na parte da trás da barraca, o que impede a fiscalização dos consumidores.

Procurada, a concessionária Mercado SPE SP afirmou que irá apurar as denúncias e punir se forem constatadas irregularidades.

Nesta terça-feira, a concessionária lacrou três barracas após denúncias de consumidores a respeito de preços abusivos.

Um dia antes foram aplicadas multas em dez barracas por desrespeitarem consumidores.

De acordo com o presidente do conselho de administração da concessionária, Aldo Bonametti, são registradas cerca de 20 denúncias de consumidores por dia.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS