X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Família morava há apenas 2 meses no apartamento que pegou fogo

| 21/10/2020 06:32 h | Atualizado em 21/10/2020, 07:25

A família do menino de 4 anos, que morreu em um incêndio na noite de segunda-feira (19), na Praia do Canto, em Vitória, morava no apartamento há apenas dois meses, segundo o síndico do prédio.

Os inquilinos fizeram alguns reparos no imóvel que havia sido reformado pelo proprietário. “O apartamento havia passado por uma reforma há um tempo, feita pelo proprietário. Quando a família se mudou, há dois meses, fez também alguns reparos”, disse Flaubert Fregonassi.

Do quarto onde o incêndio começou, nada sobrou. A alta temperatura, a fumaça e a fuligem também causaram danos nos outros cômodos do apartamento. O incêndio destruiu móveis, o reboco das paredes e fez com que o gesso do teto caísse.

Segundo a coordenadora da Defesa Civil, Sidneia dos Santos Assis, o quarto onde o menino foi resgatado não estava com os móveis destruídos, mas a casa vai precisar de uma reforma completa.

“Na sala teve queda de parte do gesso, muita fuligem na cozinha. Os aparelhos de ar-condicionado, por serem de plástico, derreteram. Vai precisar tirar todo o reboco e o piso de madeira também”, afirmou.

Ela esteve no prédio, na manhã de ontem, para vistoriar o local. Depois de cerca de uma hora e meia, a equipe saiu mantendo a interdição do apartamento que pegou fogo, mas liberando o prédio para os outros moradores.

A engenheira civil concluiu que o incêndio não comprometeu a estrutura do condomínio, que tem 24 apartamentos, quatro em cada um dos seis andares. “O fogo se concentrou em um cômodo, no quarto, e atingiu outros cômodos mas sem gravidade. O prédio tem cerca de 40 anos, é robusto”.

Documentação

A Prefeitura de Vitória informou que o Edifício Pintor Fanzeres, na Praia do Canto, teve projeto aprovado no município em 1981, sendo construído de acordo com a legislação na época. Ele obteve o Habite-se, em 1984, documento que atestou que a edificação foi construída obedecendo o projeto aprovado.

Treinamento

Moradores da Praia do Canto vão participar de um treinamento de três horas junto ao Corpo de Bombeiros do Estado. Ele visa ensinar técnicas de combate a incêndio e acontecerá na noite da próxima terça-feira, na sede do órgão, na Enseada do Suá, em Vitória.

Além disso, pelo menos 20 pessoas do bairro vão participar de um curso de formação de brigada de incêndio, que ainda não tem data para ocorrer.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS