Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Falta de chuva e seca nos rios deixam cidades capixabas em alerta

| 26/08/2021 14:16 h | Atualizado em 26/08/2021, 19:48

Ao menos 51 cidades capixabas foram classificadas com risco baixo de seca e quadro de estiagem. Em outras 27 cidades, o problema é ainda maior é o risco é considerado moderado. A informação é um reflexo da crise hídrica enfrentada em diversos Estados, sobretudo das regiões Sul e Centro-Oeste, por conta da falta de chuva. Veja a lista das cidades ao final da reportagem.

Os dados, referentes ao mês de julho deste ano, são do Informativo de Acompanhamento Mensal do Monitor de Secas do Espírito Santo, desenvolvido pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

Na Região Sudeste, os quatro Estados registraram piora na condição de seca devido à persistência de chuvas abaixo da média. Houve aumento da área com seca em várias regiões, com destaque ao Norte do Espírito Santo.

O levantamento aponta ainda que, no Estado, devido à piora nos indicadores e a persistência de anomalias negativas de precipitação, houve o aumento da área com seca fraca e o agravamento da seca no norte, passando de fraca para moderada. Apesar disso, o monitoramento apontam que os impactos desta seca no Estado permanecem de curto prazo.

A seca registra no mês de julho deste ano nos municípios capixabas já é maior do que a registrada no mesmo período no ano passado, passando de 58,9% do território capixaba em seca fraca em 2020 para 51,9% do território em seca fraca e 46,1% em seca moderada.

Em nota ao Tribuna Online, a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh) reforçou que não há um decreto de alerta para a seca, mas que é importante que a população "deve adotar práticas racionais de uso da água em casa, na indústria e no campo".

"Nesta fase mais intensa do período de estiagem (setembro-outubro), o Estado reforça o monitoramento e o nível de atenção quanto às vazões, que seguem abaixo da média, mas não atingem níveis críticos e prejuízos ao abastecimento humano. Em todo o território capixaba, os rios estão com comportamento típico para os meses mais secos do ano (abril a outubro). No geral, eles estão com volume 50% abaixo da média histórica. A queda é observada com mais intensidade nos municípios do norte e noroeste do Estado", diz a nota.


SAIBA MAIS


Seca moderada:

  1. Água Doce do Norte
  2. Águia Branca
  3. Aracruz
  4. Barra de São Francisco
  5. Boa Esperança
  6. Colatina
  7. Conceição da Barra
  8. Ecoporanga
  9. Governador Lindenberg
  10. Jaguaré
  11. Linhares
  12. Mantenópolis
  13. Marilândia,
  14. Montanha
  15. Mucurici
  16. Nova Venécia
  17. Pancas
  18. Pedro Canário
  19. Pinheiros
  20. Ponto Belo
  21. Rio Bananal
  22. São Domingos do Norte
  23. São Gabriel da Palha
  24. São Mateus
  25. Sooretama
  26. Vila Pavão
  27. Vila Valério

Seca fraca:

  1. Afonso Cláudio
  2. Alegre
  3. Alfredo Chaves
  4. Alto Rio Novo
  5. Anchieta
  6. Apiacá
  7. Atílio Vivacqua
  8. Baixo Guandu
  9. Bom Jesus do Norte
  10. Brejetuba
  11. Cachoeiro de Itapemirim
  12. Cariacica
  13. Castelo
  14. Conceição do Castelo
  15. Divino de São Lourenço
  16. Domingos Martins
  17. Dores do Rio Preto
  18. Fundão
  19. Guaçuí
  20. Guarapari
  21. Ibatiba
  22. Ibiraçu
  23. Ibitirama
  24. Iconha
  25. Irupi
  26. Itaguaçu
  27. Itapemirim
  28. Itarana
  29. Iúna
  30. Jerônimo Monteiro
  31. João Neiva
  32. Laranja da Terra
  33. Marataízes
  34. Marechal Floriano
  35. Mimoso do Sul
  36. Muniz Freire
  37. Muqui
  38. Piúma
  39. Presidente Kennedy
  40. Rio Novo do Sul
  41. Santa Leopoldina
  42. Santa Maria de Jetibá
  43. Santa Teresa
  44. São José do Calçado
  45. São Roque do Canaã
  46. Serra
  47. Vargem Alta
  48. Venda Nova do Imigrante
  49. Viana
  50. Vila Velha
  51. Vitória
Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS