X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Enxame de abelhas provoca o adiamento das aulas em escola de Linhares

| 05/02/2020 13:38 h | Atualizado em 05/02/2020, 13:51

Enxame de abelhas foi encontrado no pátio da escola
Enxame de abelhas foi encontrado no pátio da escola |  Foto: Divulgação

Um enxame de abelhas, encontrado no pátio de uma escola municipal, provocou o adiamento do início das aulas em Linhares, no Norte do Estado. Para garantir a segurança dos alunos, a direção adiou o primeiro dia de aula na Escola Municipal de Ensino Fundamental Maria Souza Matias, situada no bairro Movelar.

Segundo a diretora Sisley Aparecida, o Corpo de Bombeiros esteve no local na terça-feira e analisou o caso.

"A orientação do Corpo de Bombeiros foi que observássemos se o enxame era transitório, mas ele acabou permanecendo no local. Hoje, bem cedo, acionamos novamente o Corpo de Bombeiros e o pátio da escola foi interditado. Como o barulho e o calor podem provocar a movimentação das abelhas e deslocamento para outro local, resolvemos suspender as aulas para segurança dos nossos alunos”, disse Sirley.

Ainda segundo a diretora, a previsão é de que o problema seja resolvido ainda nesta quarta e as que as aulas retornem normalmente nesta quinta-feira (6). Os pais e responsáveis pelos alunos foram informados do caso nesta quarta.

“A situação foi prontamente entendida pelos pais e os conteúdos do calendário escolar dos alunos não serão prejudicados”, completou a diretora.

De acordo com a assessoria de Comunicação da prefeitura de Linhares, profissionais da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, da Secretaria Municipal de Educação e da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde, acompanharam o caso.

No final da manhã, o secretário municipal de Meio Ambiente, Fabrício Borghi, informou que, devido ao local onde os insetos se abrigaram, numa estrutura do pátio da escola, não foi possível remover o enxame e as abelhas tiveram que ser exterminadas pelo Corpo de Bombeiros.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS