X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Enterro de crianças que morreram em incêndio será feito só após teste de DNA

| 17/08/2021 15:33 h

Ícaro e Israel estavam dormindo em quarto quando incêndio começou
Ícaro e Israel estavam dormindo em quarto quando incêndio começou |  Foto: Leone Iglesias/AT e Reprodução

Familiares dos irmãos Israel e Ícaro Storch, de 5 e 6 anos, só poderão sepultá-los após confirmação da identidade das crianças por meio de exame de material genético (DNA). De acordo funcionários do Departamento Médico Legal, em Vitória, os corpos só serão liberados após o resultado do exame.

Informaram ainda que os familiares só vão comparecer ao departamento médico, para fazer a coleta de materiais para o exame, na próxima semana.

Segundo os funcionários, o procedimento de coleta de materiais genéticos para a realização do exame só ocorre com horário agendado, e, por isso, a expectativa é que a liberação dos corpos dos irmãos aconteça dentro do prazo mínimo de uma semana após a coleta do material.

Ícaro e Israel morreram carbonizados, durante um incêndio na casa onde eles moravam, no Bairro das Laranjeiras, na Serra, por volta das 5 horas de segunda-feira (16). 

Os dois dormiam em um quarto da residência, quando o fogo começou. A irmã mais velha deles, uma adolescente, de 15 anos, e a avó das crianças também estavam na casa, mas em outro quarto e conseguiram sair a tempo. Elas ainda tentaram salvar os meninos e, por isso, ficaram com queimaduras no rosto e no cabelo, segundo o Corpo de Bombeiros

O Corpo de Bombeiros Militar informou que iniciou a perícia no local, na manhã de ontem. O prazo para conclusão do laudo é de 20 dias, prorrogáveis por mais 20.

Já a Defesa Civil da Serra visitou o local e constatou, além dos danos estruturais relevantes, destelhamento provocado pelo incêndio, paredes com rachaduras, e rede elétrica exposta e muito precária.

A Polícia Civil informou que a mãe das crianças foi encaminhada à Delegacia Regional da Serra, onde foi ouvida e liberada. O caso segue sob investigação da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS