X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Diversão e carinho nas férias com avós

Com o recesso escolar, vovôs e vovós estão ainda mais próximos dos pequenos e garantem momentos de brincadeiras e carinho

Jonathas Gomes, do jornal A Tribuna | 26/07/2022 14:09 h

A aposentada Márcia Schetini aproveita para entrar no clima das brincadeiras da neta Antônia, de 8 anos
A aposentada Márcia Schetini aproveita para entrar no clima das brincadeiras da neta Antônia, de 8 anos |  Foto: Leone Iglesias/AT
 

"Amor de avô e de avó é mais doce”. Quem nunca ouviu essa afirmação? A conexão entre avós e  netos é única. Com as férias, eles estão ainda mais próximos dos pequenos e a diversão é garantida com brincadeiras e muito carinho.

Homenageados de hoje, data em que se comemora o Dia dos Avós, essas pessoas queridas oferecem um suporte indispensável no cuidado e na educação dos netos, principalmente durante o período de recesso escolar.

A aposentada Márcia Schetini, 82, está cuidando de sua neta Antônia, 8, neste mês e aproveita para entrar nas brincadeiras da menina, que está de férias escolares. A avó conta que ama cuidar da pequena e vive o Dia dos Avós todos os dias. 

“Eu a chamo  de meu bebê. Sempre cozinho tudo o que ela me pede e sou mais feliz, alegre e jovem com a minha neta. Brincamos de pique, patinete e bicicleta todos os dias. Amor de avó é mais doce e vou comemorar o meu dia com minhas netinhas”.

A auxiliar administrativa Valéria Schetini, 43, mãe de Antônia e filha de Márcia, diz que admira a relação entre as duas e que a pequena não desgruda da “vovó”. “Ela lembra da avó em tudo o que fazemos”, revela.  

Esse contato próximo só proporciona benefícios para o desenvolvimento psicológico das crianças. De acordo com a psicóloga clínica Marina Miranda, os netos aprendem valores importantes com os avós, como o respeito e o cuidado ao próximo. 

“A relação afetiva com os avós coloca os netos em contato com outra geração, influenciando o desenvolvimento do respeito e do cuidado com as outras pessoas. Uma ligação afetuosa  é extremamente positiva para o desenvolvimento da autoestima, do bem-estar e do bom desenvolvimento psicológico e cognitivo das crianças”.

Por outro lado, para os avós, o apoio no cotidiano, como cuidar dos netos nas férias, proporciona mais bem-estar e outros benefícios para a saúde, aponta a psicóloga Camilla Viana. 

“O envolvimento entre avós e netos pode beneficiar vários âmbitos da vida. Com o suporte no dia a dia, eles se sentem mais incluídos na família e, consequentemente, compartilham mais momentos e memórias com aqueles que amam, o que gera mais bem-estar”.  

Amor em dobro

A dona de casa Rita de Cássia Rodrigues, de 70 anos, está passando o dia inteiro junto às netas Valentina, de 10, e Lavínia, de 6, durante o período de recesso escolar. 

Não faltam brincadeiras entre elas e os dias da avó estão mais felizes e alegres com as crianças. 

A dona de casa  Rita de Cássia Rodrigues aproveita o período de recesso escolar para brincar com as netas Lavínia, de 6 anos, e Valentina, de 10
A dona de casa Rita de Cássia Rodrigues aproveita o período de recesso escolar para brincar com as netas Lavínia, de 6 anos, e Valentina, de 10 |  Foto: Kadidja Fernandes/AT
 

Jogos de cartas, caça-palavras, banhos de piscina e voltas de bicicleta na praia estão entre as atividades preferidas nos momentos de férias.

“Não tem como explicar, o amor de avó é o dobro”.

Menos chance de depressão

A forte relação  entre os avós e os netos proporciona benefícios para ambos os lados, até além do esperado. Uma pesquisa constatou que essa proximidade reduz a chance de depressão.

 O estudo da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, acompanhou 376 avós e 340 netos e verificou que, quanto maior fosse o apoio emocional  entre os envolvidos, melhor seria a saúde mental relatada. 

A psicóloga Camila Viana reitera que a relação pode ajudar a prevenir a depressão.

“Com esse contato, os avós têm a sensação de significado, identidade e finalidade, o que faz com que eles se sintam bem, possam ajudar os filhos, construir mais histórias e memórias. Além de ocuparem seu tempo fazendo algo especial e positivo, mantendo a mente ativa especialmente quando eles já deixaram de trabalhar”, explica.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS