X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

"Deus protegeu minha filha”, diz pai sobre acidente em parque de diversões

| 05/02/2020 11:40 h

Miriam de Oliveira morreu ao cair do brinquedo no parque
Miriam de Oliveira morreu ao cair do brinquedo no parque |  Foto: Ivny Matos/ Divulgação
A estudante Maria Alice Poubel, de 8 anos, que se acidentou junto com a mãe em um parque de diversões em Itaipava, em Itapemirim, está com quadro de saúde estável e se recuperando bem. A informação é do pai da menina, o auxiliar administrativo Douglas Augusto de Oliveira Poubel, 39.

“Deus protegeu minha filha. Falo isso pela altura que ela caiu e não sofreu uma fratura sequer. Nem o dedo ela quebrou”, disse o pai, ontem à tarde, pouco antes de visitar a filha, internada na unidade de terapia intensiva (UTI) do Hospital Infantil Francisco de Assis, em Cachoeiro de Itapemirim.

Maria Alice caiu de um brinquedo denominado Surf na tarde de sábado, do parque de diversões 'Parque Center Toys'. Ela estava ao lado da mãe, a professora Miriam de Oliveira, 38, que também caiu e acabou morrendo após ser atingida pelo brinquedo.

O pai, que estava em solo, presenciou toda cena. Visivelmente abatido, ele não quis falar sobre o assunto, mas concordou em passar informações sobre o estado de saúde da filha para descartar boatos divulgados nas redes sociais.

Na segunda-feira, ele não conseguiu vir a Cachoeiro visitar a filha, pois passou a manhã no velório da mulher. “Nem sei como estou conseguindo ficar de pé”, disse. Desde ontem ele está ficando na casa de parentes em Cachoeiro para acompanhar o processo de recuperação da filha.

Segundo o pai, a criança está em coma induzido por decisão dos médicos como forma melhorar a recuperação. Ela, completou Douglas, sofreu um leve traumatismo em função da pancada, que formou um coágulo pequeno no cérebro.

“O médico e o neurologista passam todo dia visitando minha filha e informaram que ela está bem, e nem precisará de cirurgia. O próprio organismo vai absorver o coágulo. Ela está sendo mantida em coma induzido para ficar estável, não ficar agitada e o cérebro poder se recuperar naturalmente”, destacou.

Com relação ao acidente, o delegado Djalma Pereira Lemos informou que aguarda nova perícia que será realizada por equipe de engenharia da Polícia Civil. Ainda não foi marcada data. O parque continua fechado. O dono do parque e o funcionário que operava o brinquedo continuam presos.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS