X

Olá, faça o seu cadastro para ter acesso a este conteúdo

*Você não será cobrado

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Crachá e uniforme para entrar em 1 milhão de casas

Até outubro, o IBGE vai coletar dados em domicílios no Estado nos quais uma pessoa da família responderá a todas as perguntas

Eduardo Maia, do Jornal A Tribuna | 02/08/2022 14:18 h

Os recenseadores do IBGE Luciene,  Agnaldo  e  Nelson: segurança
Os recenseadores do IBGE Luciene, Agnaldo e Nelson: segurança |  Foto: Kadidja Fernandes/AT
 

Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE) lançou ontem a Coleta do Censo 2022. Serão visitados 1 milhão e 400 mil domicílios no Espírito Santo, nos quais uma pessoa da família responderá às perguntas por todos os moradores.

No total, 3.600 recenseadores do IBGE trabalharão uniformizados, nos próximos três meses, colhendo informações que ajudarão a entender a situação socioeconômica do Estado. O prazo das pesquisas será até dia 30 de outubro. 

De acordo com o chefe da Unidade Estadual do IBGE, Max Athayde Fraga, o censo é fundamental para o planejamento estratégico do Estado. 

“A pesquisa nos faz compreender os dados do Espírito Santo da forma mais detalhada possível. São características econômicas, populacionais e educacionais, por exemplo”, explicou.

O censo conta com dois tipos de questionários, chamados de básico e amostra. O primeiro contém 25 perguntas sobre temas como  domicílio, quantas pessoas existem na família, registro civil, mortalidade e rendimento financeiro mensal do responsável   e tem média de resposta de cinco minutos. 

Já o segundo, mais detalhado, possui 77 perguntas e leva tempo médio de 18 minutos para ser respondido. A versão mais longa do censo traz perguntas sobre temas específicos, como questões sobre fecundidade, religião ou autismo presente na família. 

Também existirá a possibilidade de responder ao censo por meio da internet. Para isso, basta que o morador comunique seu desejo ao recenseador no momento em que ele se identificar. 

Uma das preocupações da população é o momento de receber os recenseadores em suas residências. Geralmente, existe a dúvida de como confirmar que o profissional trabalha para o IBGE e se as respostas dadas serão confidenciais. Max Athayde explicou a questão. 

“O recenseador estará caracterizado com colete do IBGE, boné, bolsa do instituto e crachá de identificação. O cidadão poderá conferir os dados do trabalhador pelo crachá”, explica. Os  recenseadores Luciene Soares, Agnaldo Guimarães  e Nelson Torres mostraram como os profissionais estarão na hora da coleta dos dados. 

As respostas serão confidenciais e enviadas para o banco de dados. “Desta forma, é impossível ter acesso às respostas de forma individualizada”, garantiu.

SOBRE O CENSO 2022

Nenhuma informação individualizada colhida pelo IBGE será divulgada. Outro ponto de segurança é a impossibilidade de editar as respostas depois que foram obtidas
Nenhuma informação individualizada colhida pelo IBGE será divulgada. Outro ponto de segurança é a impossibilidade de editar as respostas depois que foram obtidas |  Foto: Divulgação
 

Prazo das pesquisas

- De 1º de agosto a 30 de outubro.

Qual a importância?

- Colher as características de determinada região (país, estado, cidade e bairros) e revelar como os brasileiros vivem.

Tipos de questionário

- Básico: serão 25 perguntas sobre temas como domicílio, quantas pessoas existem na família, registro civil, mortalidade e rendimento financeiro mensal do responsável. A média de tempo de resposta é de cinco minutos.

- Amostra: Serão 77 perguntas com temas mais específicos  como trabalho, migração, escolaridade, fecundidade e religião. Média de tempo de resposta de 18 minutos. A escolha sobre quem responderá esse tipo de questionário será aleatória.

Confidencialidade

- O IBGE possui autoridade legal para colher as informações da população. Existe a confidencialidade dos dados e o compromisso de que nenhuma informação individualizada será divulgada. Outro ponto de segurança é a impossibilidade de editar as respostas depois que foram colhidas.

Ideias para prédios e bairros

- Síndicos e líderes comunitários têm papel importante na coleta dos dados. Caso o síndico confirme a identidade do recenseador e comunique aos moradores, não será preciso que cada apartamento realize o processo de confirmação. Líderes comunitários podem seguir o mesmo princípio. 

Recenseadores

- É importante que os moradores estejam atentos aos objetos utilizados pelos trabalhadores do IBGE. Eles estarão portando crachás com número de matrículas e QR Code, além de colete, boné e bolsas do instituto. Também será possível confirmar a identidade do recenseador no próprio site “Respondendo ao IBGE” pelo www.respondendo.ibge.gov.br ou pelo telefone 0800-721  8181.

Números no ES

- Serão 1 milhão e 400 mil residências visitadas pelos profissionais que farão a coleta de dados no Espírito Santo em 2022. 

- Somente um integrante da família poderá responder à pesquisa. Ele será o representante de todos os membros.

Respondendo pela internet

- Após comunicar ao recenseador o desejo de responder à pesquisa digitalmente, será enviado um e-mail ao morador contendo o e-ticket, que é uma espécie de chave digital de acesso para o site de respostas.

Tempo para resposta online

- Haverá um prazo de sete dias para que o cidadão utilize o e-ticket. Caso o morador não responda pela internet, o recenseador voltará ao endereço para fazer às perguntas de forma presencial.

Fonte: IBGE.

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em nosso grupo do Telegram

MATÉRIAS RELACIONADAS