X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Cidades

Corpo de grávida é encontrado com a mão sobre a barriga entre escombros em Petrópolis

Características relatadas aos bombeiros pela mãe ajudaram a fazer uma identificação no local. Técnica de enfermagem foi encontrada ainda com aliança no dedo


Após uma semana de buscas por vítimas da tragédia de Petrópolis, bombeiros encontraram o corpo de Suelen Rosa Felipe, de 39 anos, que estava grávida de três meses. A técnica de enfermagem que vivia no Morro da Oficina estava com a mão sobre a barriga quando foi achada pelos militares, segundo a mãe dela.

A informação de parentes, dada ao g1, é de que as buscas estavam sendo feitas na região na manhã desta segunda-feira (21), depois de receberem informações desencontradas na semana passada sobre a falsa identificação do corpo.

"Era a minha segunda mãe. Não só por ela ser mais velha, mas além dessa inspiração que eu tinha nela, ela sempre cuidou de mim. Levava pra escola, me buscava... Ela ia pra biblioteca municipal estudar e eu estava junto. Então, assim, ficam as boas lembranças. Tudo de bom que ela fez. Ela sempre falando sobre união, prezando pela união da família. E ela foi, aliás é uma peça muito importante nas nossas vidas", lamentou o jornalista Tharllen Felipe, irmão da Suelen.

O g1 informou que na quarta-feira (16), os parentes foram informados no Instituto Médico Legal (IML) que o corpo de Suelen tinha sido identificado. Entretanto, os familiares não viram o corpo e por isso insistiram que a vítima no IML podia não ser a grávida.

Até o começo o início da tarde desta segunda, a polícia já havia identificado 143 dos 176 corpos retirados da lama e dos escombros.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: