Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Consulta a distância a partir do mês que vem em Vitória

| 28/01/2020 20:24 h | Atualizado em 28/01/2020, 20:38

A médica Thais Campolina Cohen vai coordenar o serviço de teleoftalmologia nas unidades de saúde de Vitória
A médica Thais Campolina Cohen vai coordenar o serviço de teleoftalmologia nas unidades de saúde de Vitória |  Foto: Leone Iglesias/AT
Para agilizar o atendimento e reduzir o tempo de espera por consultas na rede pública, a tecnologia passa a ser aliada da medicina. Em Vitória, a previsão é que, a partir do final de fevereiro, uma ferramenta começará a ser usada, permitindo que médicos possam conversar a distância com profissionais especialistas.

A prefeitura afirmou que está em fase final de contratação do serviço. O anúncio para a implantação da telemedicina havia sido feito pelo prefeito Luciano Rezende, conforme reportagem publicada em A Tribuna, em setembro do ano passado.

A secretária municipal de Saúde, Cátia Lisboa, explicou que a especialidade a ser atendida a distância será a oftalmologia. “Estamos contratando os serviços de teleoftalmologia da Santa Casa de Misericórdia de Vitória. Temos de finalizar os detalhes e a sistematização do funcionamento do serviço”, adiantou.

Segundo Cátia, a telemedicina vai ocorrer de médico para médico, ou seja, os pacientes serão atendidos nas unidades de saúde pelos médicos da família e, depois, serão encaminhados a um oftalmologista.

Ela explicou ainda que, todas as informações da consulta estarão integradas no prontuário eletrônico, que ficará disponível para o médico da unidade de saúde.

“Nossa rede já é toda informatizada. Então, será o sistema que já temos 'conversando' com o sistema da teleoftalmologia”, disse. “As unidades serão divididas por regiões de saúde. No primeiro mês, pretendemos atender pelo menos mil pessoas e, por ano, 20 mil”, informou.

Inicialmente, o serviço será oferecido em seis unidades – a prefeitura ainda vai divulgar quais postos serão atendidos – e será coordenado pela médica Thais Campolina Cohen, coordenadora da Atenção Básica do Programa de Teleoftalmologia de Vitória.

A prefeitura planeja oferecer também a telecardiologia, mas ainda não tem data definida para a implantação do serviço.

Para o presidente da Associação Médica do Estado (Ames), Leonardo Lessa, é preciso ter alguns cuidados em relação à telemedicina.

“Esse atendimento pode funcionar como um apoio ao médico da família, mas não substitui o contato pessoal entre o paciente e o médico especialista”, observou.

Cátia Lisboa, secretária municipal 
de Saúde de Vitória e Leonardo Lessa, presidente da Ames
Cátia Lisboa, secretária municipal de Saúde de Vitória e Leonardo Lessa, presidente da Ames |  Foto: Rodrigo Gavini - 03/08/2018

Hospital das Clínicas dá consultoria a todo o Estado

O Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes (Hucam), também conhecido como Hospital das Clínicas, desenvolve diversas atividades de telemedicina, e é parceiro do Ministério da Saúde com o projeto Telessaúde, que entre as atividades ofertadas, tem a teleconsultoria.

Hospital das Clínicas desenvolve diversas atividades de telemedicina
Hospital das Clínicas desenvolve diversas atividades de telemedicina |  Foto: Thiago Coutinho - 01/05/2019
Há 10 anos, a unidade oferece o serviço para todas as unidades de saúde do Estado, conforme explicou a chefe da unidade E-Saúde do Hucam, professora Carmen Barreira-Nielsen.

Ela destacou que trata-se de uma consulta registrada em que os profissionais da atenção primária podem, por meio da plataforma do hospital, que foi desenvolvida pelo Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes), enviar o quadro clínico do paciente e receber a orientação de especialistas.

“Além de termos um tempo de resposta entre 40 e 72 horas, algumas especialidades fazem o atendimento em tempo real. É feita a marcação e os dois médicos, da unidade e do Hucam, conversam em tempo real”, explicou.

Carmen ressaltou que, somente no ano passado, foram feitos duas mil teleconsultorias.

SAIBA MAIS

Contrato com a Santa Casa

> Telemedicina em Vitória
- A prefeitura anunciou que vai implantar, a partir do fim de fevereiro, o um modelo que irá possibilitar que médicos de unidades de saúde, da atenção básica, possam interagir e buscar opiniões de médicos especialistas em oftalmologia, por meio da telemedicina.

Teleconsulta na Unidade de Telemedicina da Santa Casa de Misericórdia de Vitória: orientação
Teleconsulta na Unidade de Telemedicina da Santa Casa de Misericórdia de Vitória: orientação |  Foto: Divulgação
- Isso, segundo a prefeitura, vai fazer com que o atendimento seja otimizado e pacientes possam ter tempo de espera por consulta com o oftalmologista reduzido. Modelo adotado

- O modelo será de médico para médico, ou seja, os pacientes serão atendidos nas unidades de saúde pelos médicos da família e, depois, serão encaminhados ao especialista.

- A contratação do serviço de teleoftalmologia é da Santa Casa de Misericórdia de Vitória, que vai funcionar integrado ao sistema informatizado da Prefeitura.

- Todas as informações da consulta estarão integradas no prontuário eletrônico, que ficará disponível para o médico da unidade de saúde.

> Atendimentos
- Inicialmente, a telemedicina será ofertada em seis unidades de saúde - que ainda serão divulgadas. As unidades serão divididas por regiões de saúde.

- Para o primeiro mês de atendimento, a previsão é que sejam feitas mil consultas, pelo menos. No ano, a previsão é realizar 20 mil teleconsultas em oftalmologia.

Fonte: Prefeitura de Vitória e Pesquisa AT.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS