Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Desfile das escolas de samba de Vitória é adiado para abril

Os desfiles estavam previstos para acontecer entre os dias 17 e 19 de fevereiro e foi adiado após uma reunião do executivo municipal com a direção da Liga das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge).

Anny Freire | 21/01/2022 19:15 h | Atualizado em 11/04/2022, 16:13

Imagem ilustrativa da imagem Desfile das escolas de samba de Vitória é adiado para abril
 

Com o aumento dos casos de covid e gripe no Estado os desfiles das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória foram adiados para os dias 7, 8 e 9 de abril, no Sambão do Povo. A informação foi dada no início da noite desta sexta-feira (21) pelo prefeito da capital, Lorenzo Pazolini (Republicanos).

"Uma decisão difícil de ser tomada, não era uma decisão que queríamos anunciar mas ela se faz necessária nesse momento. Vitória é a capital nacional da vacina e nós temos que continuar preservando a vida", disse o prefeito.

Os desfiles estavam previstos para acontecer entre os dias 17 e 19 de fevereiro e foi adiado após uma reunião do executivo municipal com a direção da  Liga das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge). Pazolini disse que foi levado em consideração o momento atual em que vive o Espírito Santo e o crescente número de casos de covid.

"Um decisão que eu sei que todos vão entender devido ao momento que estamos passando. Vamos fazer essa passagem unidos, vacinando e salvando vidas, para que possamos ter em abril um desfile magnífico, emocionante e que marcará a retomada dos eventos culturais e da economia do Espírito Santo", ressaltou. 

Imagem ilustrativa da imagem Desfile das escolas de samba de Vitória é adiado para abril
  

O presidente da Mocidade Unida da Glória, Carlos Roberto Ribeiro (Robertinho), disse que o desfile deveria acontecer na data em que estava marcada, mas ele respeita a situação atual em que o estado está vivendo e a decisão do prefeito Lorenzo Pazolini. 

"A saúde em primeiro lugar. Mas para nós, presidente, complica um pouco porque temos muitos profissionais trabalhando, no estado e fora dele. Hoje temos mais de 80 profissionais e temos que manter o pagamento desse pessoal, agora temos que avaliar internamente", explicou.

Mesmo com a incerteza do momento, as escolas de samba seguiam nos preparativos para o desfile.

"Em geral as escolas estavam se preparando para desfilar agora em fevereiro, mas sabemos que o momento é complicado. O tempo que temos agora é de trabalhar mais e fazer um espetáculo melhor ainda", disse o presidente da escola Mocidade da Praia, Luciano de Paula.

O carnaval dos blocos de rua já havia sido cancelado anteriormente e durante está semana, os ensaios técnicos, que acontecem uma semana antes do carnaval, no Sambão do Povo também haviam sido cancelados pelas escolas de samba.

Ficamos felizes em tê-lo como nosso leitor! Assine para continuar aproveitando nossos conteúdos exclusivos: Assinar Já é assinante? Acesse para fazer login

Quer receber as últimas notícias do Tribuna online? Entre agora em um de nossos grupos de Whatsapp

MATÉRIAS RELACIONADAS