X

Olá! Você atingiu o número máximo de leituras de nossas matérias especiais.

Para ganhar 90 dias de acesso gratuito para ler nosso conteúdo premium, basta preencher os campos abaixo.

Já possui conta?

Login

Esqueci minha senha

Não tem conta? Acesse e saiba como!

Atualize seus dados

Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Pernambuco
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo
Espírito Santo
arrow-icon
  • gps-icon Pernambuco
  • gps-icon Espírito Santo

Cidades

Blitz do Detran flagra 140 com documento em atraso no ES

A megaoperação foi realizada em 12 pontos localizados em Vitória, Serra, Vila Velha, Cariacica, Viana e Guarapari


Imagem ilustrativa da imagem Blitz do Detran flagra 140 com documento em atraso no ES
Ação integrada do Detran e da PM abordou 1.545 veículos e 59 condutores se recusaram a fazer teste do bafômetro |  Foto: Divulgação/Detran

Maior blitz já registrada no Estado, segundo o Detran, a megaoperação “Tolerância Zero” resultou em 140 condutores flagrados com licenciamento em atraso, na última quarta-feira.

A operação para reduzir o número de acidentes e crimes de trânsito fiscalizou 12 pontos localizados nos municípios de Vitória, Serra, Vila Velha, Cariacica, Viana e Guarapari, com início às 20 horas e  término a 1h30 da madrugada.

Leia mais notícias de Cidades aqui

A ação integrada do Departamento de Trânsito do Estado (Detran-ES) e da Polícia Militar contou com apoio da Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal e guardas municipais.  

Além das infrações de trânsito fiscalizadas pelos 234 agentes mobilizados, a operação contou ainda  com cães farejadores da polícia, com objetivo de identificar a presença de drogas ou armamentos dentro dos veículos.

Liderando o ranking das infrações está o licenciamento em atraso. Foram 140 registros durante a ação de quarta. A infração é gravíssima, com multa de R$ 880,41 e sete pontos na carteira. O veículo fica retido até a apresentação de um condutor habilitado. Caso contrário, o veículo é removido.

Durante a operação, foram feitos 1.333 testes de alcoolemia, o chamado bafômetro. Destes, nenhuma embriaguez foi constatada. Por outro lado, 59 condutores se recusaram a fazer o teste.

A recusa e a embriaguez comprovada no teste têm a mesma penalidade: multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Caso repita a infração nesse período, o direito é cassado. 

O diretor de Segurança no Trânsito do Detran-ES, Fernando Stockler, lembrou que em mais de 50% dos acidentes com morte o condutor está sob efeito de álcool ou outras substâncias que agem sobre o cérebro.

“Fazemos o trabalho de educação, mas infelizmente há aqueles que insistem em desrespeitar as regras e colocar a vida de terceiros em risco e que devem ser fiscalizados de maneira incisiva”, afirmou Stockler.

O capitão Anthony Costa, chefe do setor de Comunicação do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), informou que estão previstas novas ações ao longo do ano. “O intuito é transmitir a sensação de segurança nas vias públicas e coibir ações delituosas, tanto na condução de veículo automotor quanto em relação às condutas criminosas”, reforçou.

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Leia os termos de uso

SUGERIMOS PARA VOCÊ: